Musica Italiana

Vola, vola, vola

( Canta: Il tenore Giuseppe di Stefano )
( Autor: C. A. Bixio - 1946 )

Original em italiano Tradução

Tanti anni or sono scrivendo una canzone,
"Fiorin di vento, vento portami con te".
Oggi però mutato ho la versione
e alla canzone dico "Vola tu per me".

Vola, vola, vola,
che più del vento tu dovrai volare.
Vola, vola, vola,
dove c'è già l'amore ad aspettare.

Tu le dirai
che l'amo alla follia,
che lei, soltanto lei
è la vita mia.

Vola, vola, vola,
e va canzone mia per monti e il mare.
Vola, vola, vola,
finchè non trovi lei non ti fermare.

Amore mio, per quanto sei lontana,
un giorno certo il cuore mio t'incontrerá
e da quel dì nessuna forza umana,
nessuno più nel mondo ci dividerà.

Vola, vola, vola,
che più del vento tu dovrai volare.
Vola, vola, vola,
dove c'è già l'amore ad aspettare.

Tu le dirai
che l'amo alla follia,
che lei, soltanto lei
è la vita mia.

Vola, vola, vola,
e va canzone mia per monti e il mare.
Vola, vola, vola,
finchè non trovi lei non ti fermare.

Tu le dirai
che l'amo alla follia,
che lei, soltanto lei
è la vita mia.

Vola, vola, vola,
e va canzone mia per monti e il mare.
Vola, vola, vola,
finchè non trovi lei non ti fermar!


Muitos anos atrás escrevi uma canção,
"Florzinha de vento, vento leva-me contigo".
Hoje porem mudei a versão
e para à canção digo "Voa tu pra mim".

Voa, voa, voa,
que mais do que o vento tu deverás voar.
Voa, voa, voa,
onde o amor está já esperando.

Tu lhe dirás
que a amo até a loucura,
que ela, somente ela
é a vida minha.

Voa, voa, voa,
e vai canção minha por montanhas e mar.
Voa, voa, voa,
até encontrar ela não parar.

Amor meu, por quanto tu possa ser distante,
um dia de certo o coração meu te encontrará
e desde aquele dia nenhuma força humana,
ninguém mais no mundo nos separará.

Voa, voa, voa,
que mais do que o vento tu deverás voar.
Voa, voa, voa,
onde o amor está já esperando.

Tu lhe dirás
que a amo até a loucura,
que ela, somente ela
é a vida minha.

Voa, voa, voa,
e vai canção minha por montanhas e mar.
Voa, voa, voa,
até encontrar ela não parar.

Tu lhe dirás
que a amo até a loucura,
que ela, somente ela
é a vida minha.

Voa, voa, voa,
e vai canção minha por montanhas e mar.
Voa, voa, voa,
até encontrar ela não parar.