Musica Italiana

Vecchie mura

( Canta: Achille Togliani )
( Autores: Bassi - Filibello - 1952 )

Original em italiano Tradução

Serenata senza voce,
serenata senza pace,
un pensiero ancor mi dice:
se vuoi essere felice
qui non devi ritornar.

Vecchie mura,
vecchie mura,
ricordate il primo palpito d'amor.
Dissi giura, disse giura,
ci legammo con un bacio, cuore a cuor.

Tutto e nulla,
nulla e tutto
sospirammo quella sera insieme qui.
Ritornammo, vecchie mura,
per un anno ci dicemmo sempre sì.

Perché
rondini passate,
non c'è primavera per me.
Dolor, questo mi lasciate,
speranza di vita non v'è.

Vecchie mura,
vecchie mura,
ricordate il primo palpito d'amor.
Dissi giura, disse giura,
quella voce non partiva dal suo cuor.

Perché
rondini passate,
non c'è primavera per me.
Dolor, questo mi lasciate,
speranza di vita non v'è.

Vecchie mura,
vecchie mura,
ricordate il primo palpito d'amor.
Dissi giura, disse giura,
quella voce non partiva dal suo cuor.

Vecchie mura
ricordate il primo amor!


Serenada sem voz,
serenada sem paz,
um pensamento ainda me diz:
se queres ser feliz
aqui não deves voltar.

Velhos muros,
velhos muros,
lembrais o primeiro palpito de amor.
Eu  disse jura, ela disse jura,
nos ligamos com um beijo, coração a coração.

Tudo e nada,
nada e tudo
suspiramos naquela noite juntos aqui.
Voltamos, velhos muros,
por um ano nos dissemos sempre sim.

Porque
andorinhas passais,
não tem primavera para mim.
Dor, isto me deixais,
esperança de vida não tem.

Velhos muros,
velhos muros,
lembrais o primeiro palpito de amor.
Eu  disse jura, ela disse jura,
aquela voz não partia do seu coração.

Porque
andorinhas passais,
não tem primavera para mim.
Dor, isto me deixais,
esperança de vida não tem.

Velhos muros,
velhos muros,
lembrais o primeiro palpito de amor.
Eu  disse jura, ela disse jura,
aquela voz não partia do seu coração.

Velhos muros
lembrais o primeiro amor!.