Musica Italiana

Va' Pensiero

( Canta o Coro do Teatro Real - Opera Nabucco - 1842 )
( Autor da musica: Giuseppe Verdi )
( Autor da letra: Temistocle Solari )

Na Opera "Nabucco" o Hino "Va Pensiero" é o canto de dor do povo hebreu que foi derrotado pelos Assírios, deportado para Babilônia e reduzido em escravidão. Na época da sua primeira representação (Milão - 1842) também o povo italiano estava sofrendo a dominação austríaca, por isso o Hino tornou-se o canto dolorido dos italianos contra o opressor austríaco e difundiu-se rapidamente por toda a Itália. A Opera havia despertado o patriotismo dos italianos e logo em todos os muros das casas e dos palácios apareceu a escrita "VIVA VERDI" que na realidade era o anagrama de "Viva Vitorio Emanuele Rei da Itália". Com este subterfúgio a censura do opressor foi definitivamente derrotada!

Original em italiano Tradução

Va', pensiero, sull'ali dorate,
va', ti posa sui clivi, sui colli,
ove olezzano tepide e molli
l'aure dolci del suolo natal!

Del Giordano le rive saluta,
di Sïonne le torri atterrate.
Oh mia patria sì bella e perduta!
Oh membranza sì cara e fatal!

Arpa d'or dei fatidici vati,
perché muta dal salice pendi?
Le memorie nel petto raccendi,
ci favella del tempo che fu!

O simìle di Sòlima ai fati,
traggi un suono di crudo lamento.
Oh! T'ispiri il Signore un concento
che ne infonda al patire virtù!

Che ne infonda al patir,
al patire virtù.
Che ne infonda al patir,
al patire virtù.

Al patire virtù!


Vá pensamento, sobre as asas douradas,
vá, pousa-te sobre as encostas e as colinas,
onde perfumam mornas e macias
as brisas doces do solo natal!

Saúda as margens do rio Jordão,
as torres derrubadas de Sião.
Oh minha pátria tão bela e perdida!
Oh lembrança tão cara e fatal!

Harpa dourada dos fatídicos poetas,
porque agora está muda?
Reacenda as memórias no nosso peito,
fala-nós do tempo que foi!

Lembra-nos o destino de Jerusalém
traga-nos um som de triste lamentação.
Que o Senhor lhe inspire uma harmonia
que transforme a nossa dor em virtude!

Que transforme a nossa dor,
nossa dor em virtude.
Que transforme a nossa dor,
nossa dor em virtude.

Nossa dor em virtude!