Musica Italiana

Ti scriverò

( Canta: Pupo )
( Autor: Enzo Ghignazzi - 1975 )

Original em italiano Tradução

Na na na na na na
na na na na na na....

D'andare via è toccato a me,
un anno e più senza di te.
Io mi domando: non lo so
senza di te come farò,
na na....
senza di te come farò.

E vola il tempo e vola via,
domani vengo a casa tua,
ti guardo in faccia e dico no,
senza di te non ci starò,
na na....
senza di te non ci starò.

Mi scriverai e pure io ti scriverò,
le notti in bianco, oh mio Dio, che passerò
gridando in sogno: grande amore vieni qua,
porca miseria questa età,
na na....
porca miseria questa età.

Più passa il tempo e più ti amo,
io senza te mi sento strano.
Ti vedo sempre accanto a me
sarà così anche per te,
na na....
o adesso stai meglio di me.

Mi scriverai e pure io ti scriverò,
le notti in bianco, oh mio Dio, che passerò
gridando in sogno: grande amore vieni qua,
porca miseria questa età,
na na....
porca miseria questa età.

Mi scriverai e pure io ti scriverò,
le notti in bianco, oh mio Dio, che passerò.

Mi scriverai e pure io ti scriverò,
le notti in bianco, oh mio Dio, che passerò.


Na na na na na na
na na na na na na....

De ir embora coube a mim,
um ano e mais sem ti.
Eu me pergunto: não o sei
sem ti como farei,
na na....
sem ti como farei.

E voa o tempo e voa embora,
amanha venho a casa tua,
to olho na cara e digo não,
sem ti não estarei,
na na....
sem ti não estarei.

Me escreverás e eu também te escreverei,
as noites em branco, oh meu Deus, que passarei
gritando em sonho: grande amor vens pra cá,
porca miséria esta idade,
na na....
porca miséria esta idade.

Mais passa o tempo e mais te amo,
eu sem ti me sinto estranho.
Te vejo sempre perto de mim
será assim também pra ti,
na na....
ou agora estás melhor do que eu.

Me escreverás e eu também te escreverei,
as noites em branco, oh meu Deus, que passarei
gritando em sonho: grande amor vens pra cá,
porca miséria esta idade,
na na....
porca miséria esta idade.

Me escreverás e eu também te escreverei,
as noites em branco, oh meu Deus, que passarei.

Me escreverás e eu também te escreverei,
as noites em branco, oh meu Deus, que passarei.