Musica Italiana

Teresa

( Canta: Sergio Endrigo )
( Autor: Sergio Endrigo - 1965 )

Original em italiano Tradução

Teresa,
quando ti ho dato quella rosa, rosa rossa,
mi hai detto:
"Prima di te io non ho amato mai".

Teresa,
quando ti ho dato il primo bacio sulla bocca,
mi hai detto:
"Adesso cosa penserai di me".

Teresa,
non sono mica nato ieri.
Per te non sono stato il primo,
nemmeno l’ultimo, lo sai, lo so.

Ma Teresa,
di te non penso proprio niente,
proprio niente.
Mi basta restare un poco accanto a te, a te.

Amare,
come sai tu non sa nessuna.
Non devo perdonarti niente.
Mi basta quello che mi dai.

Teresa,
quando ti ho dato quella rosa, rosa rossa.

Teresa,
quando ti ho dato il primo bacio sulla bocca,
mi hai detto:
"Adesso cosa penserai di me".

Teresa,
non sono mica nato ieri.
Per te non sono stato il primo,
nemmeno l’ultimo, lo sai, lo so.

Ma Teresa,
di te non penso proprio niente,
proprio niente.
Mi basta restare un poco accanto a te, a te.

Amare,
come sai tu non sa nessuna.
Non devo perdonarti niente.
Mi basta quello che mi dai.

Teresa! Teresa!


Teresa,
quando te dei aquela rosa, rosa vermelha,
me disseste:
"Antes de ti eu não amei nunca".

Teresa,
quando te dei o primeiro beijo na boca,
me disseste:
"Agora o que pensarás de mim".

Teresa,
eu não nasci ontem.
Pra ti não foi o primeiro,
nem o ultimo, o sabes, o sei.

Mas Teresa,
de ti não penso nada mesmo,
nada mesmo.
Me basta ficar um pouco perto de ti, de ti.

Amar,
como sabes tu não sabe nenhuma.
Não devo perdoar-te nada.
Me basta aquilo que me dás.

Teresa,
quando te dei aquela rosa, rosa vermelha.

Teresa,
quando te dei o primeiro beijo na boca,
me disseste:
"Agora o que pensarás de mim".

Teresa,
eu não nasci ontem.
Pra ti não foi o primeiro,
nem o ultimo, o sabes, o sei.

Mas Teresa,
de ti não penso nada mesmo,
nada mesmo.
Me basta ficar um pouco perto de ti, de ti.

Amar,
como sabes tu não sabe nenhuma.
Não devo perdoar-te nada.
Me basta aquilo que me dás.

Teresa! Teresa!