Musica Italiana

Sugarbush

( Canta: Nilla Pizzi con Gino Latilla )
( Autores: Marais - Nisa - 1953 )

Original em italiano Tradução

Misteriosi tamburi Zulù
rullate, rullate,
avvertite ogni capo tribù
che balla Sugarbush.

Sugarbush oh mia Zulù,
tutta zucchero sei tu
ed hai una magica virtù,
sai ballare il Balabù.

Bala...Bala...Balabù
canta in coro la tribù
mentre al bianco cacciator
il tuo ballo infiamma il cuor.

Dice il piccolo ingenuo Zulù:
"Badrone, badrone,
i leoni ti aspettan laggiu,
non sbari e non fai bum?".

Sugarbush insieme a te
balla bure il vecchio re
traballando biano bian
sveglia al collo e tuba in man.

Misteriosi tamburi Zulù
rullate, rullate,
avvertite ogni capo trinù
che balla Sugarbush.

Sugarbush mia Zulù
tutta zucchero sei tu
ed hai una magica virtù,
sai ballare il Balabù.

Sugarbush intorno a te
metti in tutti un non so che,
sei una piccola Zulù
tanto bella, ma tabù!


Misteriosos tambores Zulu
toquem, toquem,
avisem cada chefe de tribo
que baila Sugarbush.

Sugarbush oh minha Zulu,
toda açúcar és tu
e tens uma mágica virtude,
sabes dançar o Balabù.

Bala...Bala...Balabù
canta em coro a tribo
enquanto ao branco caçador
a tua dança inflama o coração.

Diz o pequeno ingênuo Zulu:
"Padrão, padrão,
os leões te esperam,
não atiras e não fazes bum?".

Sugarbush junto contigo
dança também o velho rei
agitando devagarzinho
despertador no pescoço e chapéu na mão.

Misteriosos tambores Zulu
toquem, toquem,
avisem cada chefe de tribo
que baila Sugarbush.

Sugarbush oh minha Zulu,
toda açúcar és tu
e tens uma mágica virtude,
sabes dançar o Balabù.

Sugarbush em tua volta
transmites a todos uma estranha sensação,
és uma pequena Zulu
tão bonita, mas tabu!