Musica Italiana

Stelle e lacrime

( Canta: Nilla Pizzi )
( Autores: Fiorelli - Fragna - 1952 )

Original em italiano Tradução

Splendono in ciel le stelle, sembran lacrime,
e sopra il cuore mio cader le sento,
cadono e col mio pianto si confondono,
ed è tutto un tormento in cielo e in me.

Stasera il cuore canta il suo dolor
e piange invano un suo tradito amor,
vien l'eco d'un violino di lontano
che singhiozza di lassù, mentre m'appari tu.

Ripete il cuor "Io t'amo come allor",
le tue carezze e i baci sogno ancor,
ormai non posso amare più nessuno,
senza te non vivo più, tutto per me sei tu.

La luna, vecchia amica del passato,
si affaccia di lassù per ascoltar,
e dal suo volto pallido e sbiancato
la luce scende e come un pianto fa.

Su questa scena dei perduti amor
stasera il cuore canta il suo dolor,
il suono del violino s'allontana,
non mi resta nulla più, un sol ricordo, tu.

La luna, vecchia amica del passato,
si affaccia di lassù per ascoltar,
e dal suo volto pallido e sbiancato
la luce scende come un pianto fa.

Su questa scena dei perduti amor
stasera il cuore canta il suo dolor,
il suono del violino s'allontana,
non mi resta nulla più, un sol ricordo, tu.


Resplendem no céu as estrelas, parecem lagrimas,
e sobre o meu coração as sinto cair,
caem e com o meu choro se confundem,
e é tudo um tormento no céu e em mim.

Esta noite o coração canta a sua dor
e chora em vão um seu traído amor,
vem a eco de um violino distante
que soluça de lá de cima, enquanto me apareces tu.

Repete o coração "Eu te amo como então",
as tua caricias e os beijos sonho ainda,
agora não posso amar mais ninguém,
sem ti não vivo mais, tudo pra mim és tu.

A lua, velha amiga do passado,
aparece lá no alto para escutar,
e da sua face pálida e branqueada
a luz desce e como um choro faz.

Sobre esta cena dos perdidos amores
esta noite o coração canta a sua dor,
o som do violino se afasta,
não me resta nada mais, uma só lembrança, tu.

A lua, velha amiga do passado,
aparece lá no alto para escutar,
e da sua face pálida e branqueada
a luz desce e como um choro faz.

Sobre esta cena dos perdidos amores
esta noite o coração canta a sua dor,
o som do violino se afasta,
não me resta nada mais, uma só lembrança, tu.