Musica Italiana

Serenata (Rimpianto)

( Canta: O Tenor Mario Lanza )
( Autores: E. Toselli - A. Silvestri - 1900 )

Original em italiano Tradução

Come un sogno d'or
scolpito è nel core
il ricordo ancor di quell'amor
che non esiste più.

Fu la sua vision,
qual dolce sorriso
che più lieta fa,
col suo brillar, la nostra gioventù.

Ma fu molto breve in me
la dolcezza di quel ben,
svani quel bel sogno d'or
lasciando in me il dolor.

Cupo è l'avvenir, sempre più tristi i dì,
la gioventù passata sarà,
rimpianto mi resta sol,
sì, rimpianto amaro e duol nel cor.

Oh, raggio di sole,
sul mio cammino, ahimè, non brilli più!

Cupo è l'avvenir, sempre più tristi i dì,
la gioventù passata sarà,
rimpianto mi resta sol,
sì, rimpianto amaro e duol nel cor.

Oh, raggio di sole,
sul mio cammino, ahimè, non brilli più!
Mai più!
Mai più!


Como um sonho dourado
esculpida é no coração
a lembrança ainda daquele amor
que não existe mais.

Foi a sua visão,
qual doce sorriso
que faz mais feliz,
com seu brilhar, a nossa juventude.

Mas foi muito breve em mim
a doçura daquele bem,
esvaiu-se aquele belo sonho dourado
deixando em mim a dor.

Escuro é o porvir, sempre mais tristes os dias,
a juventude passada será,
somente saudade me sobra,
sim, saudade amarga e dor no coração.

Oh, raio de sol,
no meu caminho, ai de mim, não brilhas mais!

Escuro é o porvir, sempre mais tristes os dias,
a juventude passada será,
somente saudade me sobra,
sim, saudade amarga e dor no coração.

Oh, raio de sol,
no meu caminho, ai de mim, não brilhas mais!
Nunca mais!
Nunca mais!