Musica Italiana

Serenata sincera

( Canta: Enrico Musiani )
( Autores: Derevinsky - Martelli - Neri - 1936 )

Original em dialeto romano Tradução

Rondini,
malinconia de sole,
penso a te
che nun voi bene a me.

Canteno
nell'aria le parole
e so' quelle parole
che nun vorrei sape'.

Me dice sempre er core:
"Sta zitto e nun parla',
nemica dell'amore
è la sincerità".

Ma quanno tu mme guardi
io nun so più mentir,
te vojo tanto bene
e te lo vojo di'.

Pallida,
s'affaccia già la luna,
penso a te
che nun vorrei vede'.

Perfida,
sei tu come nessuna,
però come nessuna
te sei legata a me.

Me dice sempre er core:
"Sta zitto e nun parla',
nemica dell'amore
è la sincerità".

Ma quanno tu mme guardi
io nun so più mentir,
te vojo tanto bene
e te lo vojo di'.

 

Andorinhas,
melancolia de sol,
penso em ti
que não me quer bem.

Cantam
no ar as palavras
e são aquelas palavras
que não queria saber.

Me diz sempre o coração:
"Fica quieto e não falar,
inimiga do amor
é a sinceridade.

Mas quando tu me olhas
eu não sei mais mentir,
te quero tanto bem
e te o quero dizer.

Pálida,
aparece já a lua,
penso em ti
que não queria ver.

Pérfida,
és tu como nenhuma,
porem como nenhuma
te ligaste a mim.

Me diz sempre o coração:
"Fica quieto e não falar,
inimiga do amor
é a sinceridade.

Mas quando tu me olhas
eu não sei mais mentir,
te quero tanto bem
e te o quero dizer.