Musica Italiana

Serenata a Margellina

( Canta: Sergio Bruni )
( Autores: Martucci - Mazzocco - 1960 )

Original em dialeto napolitano Tradução

'Ncopp'a ll'onne do mare, 'sta luna,
nu merletto d'argiento mo fa.
Na chitarra e na voce luntana,
nanna-nanna mme stanno a cantá,
e na vocca ca more 'e passione,
doce, 'nzuonno, mme vène a vasá.

Ah ah! Ah ah!
Margellina, Margellina,
dint'a 'sta varca
famme sunná,
vocame, vocame,
nun mme scetá.

Doce, doce mme portano ll'onne
addó' tutto mme pòzzo scurdá,
mentre mamma, ca veglia stu suonno,
na cuperta cu 'e stelle mme fa
e na mano da 'o cielo mme stenne
ca sti llacreme vène a asciuttá.

Ah ah!

Vocame, vocame,
nun mme scetá!
Ah ah! Ah ah!


Sobre as ondas do mar, esta lua,
uma renda de prata agora estende.
Uma guitarra e uma voz distante,
nana-neném estão cantando pra mim,
e uma boca que morre de paixão,
doce, em sonho, vem a beijar-me.

Ah ah! Ah ah!
Margellina, Margellina,
dentro desta barca
deixa-me sonhar,
embala-me, embala-me,
não me acordar.

Docemente, docemente me levam as ondas
pra onde tudo eu posso esquecer,
enquanto mamãe, que vela este sono,
me faz um cobertor com as estrelas
e uma mão do céu me estende
pois estas lagrimas vem a secar.

Ah ah!

Embala-me, embala-me,
não me acordar!
Ah ah! Ah ah!