Musica Italiana

Se fossi milionario

( Canta: Ernesto Bonino )
( Autores: Calzia - Cram - 1941 )

A polka (ou polca) descende de algumas danças populares difundidas na Boêmia (região da Tchecoslováquia) no inicio do século XIX, de quem é uma evolução. Sobre a sua origem, a hipótese mais provável é aquela do histórico boemo Alfred Waldau segundo a qual o maestro de musica Jesep Neruda, que ensinava em Praga, parou para olhar uma camponesa que estava cantando e dançando. Naquela melodia e nos passos da camponesa ele elaborou uma polka que lançou primeiro em Praga e depois em Baden, onde teve um sucesso incrível. Em 1835 a dança entrou no repertorio de uma banda musical militar Boema. O sucesso da dança contagiou sucessivamente toda a Europa.

Original em italiano Tradução

Vorrei comprar
il bazar di Zanzibar,
andar pian pian
passeggiando per Milan.

Ballare con Mariannina,
la polkettina sentir nel cuor.
Bum-bum, lei è.
Bum-bum, lei è.

Vorrei salvar
quel tal uomo in mezzo al mar,
a tu per tu
far parlar d'amor Mariù.

Andare in carrozzella
con la mia bella
di quà e di lá,
mentre tutto questo Pippo non lo sa.

Se io fossi milionario
quante cose
vorrei far.
Cento e una pazzia!

Un capriccio straordinario,
mi vorrei
pur soddisfar
con gran voluttá.

Vorrei comprar
il bazar di Zanzibar,
andar pian pian
passeggiando per Milan.

Ballare con Mariannina,
la polkettina sentir nel cuor.
Bum-bum, lei è.
Bum-bum, lei è.

Vorrei salvar
quel tal uomo in mezzo al mar,
a tu per tu
far parlar d'amor Mariù.

Andare in carrozzella
con la mia bella
di quà e di lá,
mentre tutto questo Pippo non lo sa.

Mentre tutto questo Pippo non lo sa!


Queria comprar
o bazar de Zanzibar,
andar devagarzinho
passeando em Milão.

Dançar com Marianinha,
a polca sentir no coração.
Bum-bum, ela é.
Bum-bum, ela é.

Queria salvar
aquele tal homem no meio do mar,
cara a cara
fazer falar de amor Mariù.

Andar de carochinha
com a minha bela
pra cá e pra lá,
enquanto tudo isto Pippo não o sabe.

Se eu fosse milionário
quantas coisas
queria fazer.
Cem e uma loucura!

Um capricho extraordinário,
me queria
também satisfazer
com grande volúpia.

Queria comprar
o bazar de Zanzibar,
andar devagarzinho
passeando em Milão.

Dançar com Marianinha,
a polca sentir no coração.
Bum-bum, ela é.
Bum-bum, ela é.

Queria salvar
aquele tal homem no meio do mar,
cara a cara
fazer falar de amor Mariù.

Andar de carochinha
com a minha bela
pra cá e pra lá,
enquanto tudo isto Pippo não o sabe.

Enquanto tudo isto Pippo não o sabe!