Musica Italiana

Sabato pomeriggio

( Canta: Claudio Baglioni )
( Autores: C. Baglioni - A. Coggio - 1975 )
( Conhecida também como: Passerotto )

Original em italiano Tradução

Passerotto non andare via.
Nei tuoi occhi
il sole muore già.
Scusa se la colpa
è un poco mia,
se non so tenerti ancora qua.

Ma cosa è stato di un amore
che asciugava il mare,
che voleva vivere, volare,
che toglieva il fiato
ed è ferito ormai.
Non andar via.

Ti prego passerotto non andare via.
Senza i tuoi capricci
che farò.
Ogni cosa basta
che sia tua,
con il cuore a pezzi cercherò.

Ma cosa è stato di quel tempo
che sfidava il vento,
che faceva fremere,
gridare contro il cielo.
Non lasciarmi solo, no,
non andar via, non andar via.

Senza te morirei,
senza te scoppierei,
senza te brucerei
tutti i sogni miei.
Solo senza di te che farei,
senza te, senza te, senza te.

Sabato pian piano se ne va,
passerotto ma che senso ha.
Non ti ricordi, migravamo come due gabbiani,
ci amavamo e le tue mani da tenere, da scaldare.
Passerotto no,
non andar via, non andar via.

Senza te morirei,
senza te scoppierei,
senza te brucerei
tutti i sogni miei.
Solo senza di te che farei,
senza te, senza te, senza te.

Solo senza di te che farei,
senza te.


Passarinho não ir embora.
Nos teus olhos
o sol morre já.
Desculpas se a culpa
é um pouco minha,
se não sei manter-te ainda aqui.

Mas o que aconteceu a um amor
que enxugava o mar,
que queria viver, voar,
que tirava o fôlego
e é ferido agora.
Não ir embora.

Te peço passarinho não ir embora.
Sem os teus caprichos
que farei.
Cada coisa basta
que seja tua,
com o coração em pedaços procurarei.

Mas o que aconteceu àquele tempo
que desafiava o vento,
que fazia estremecer,
gritar contra o céu.
Não deixar-me sozinho, não,
não ir embora, não ir embora.

Sem ti morreria,
sem ti explodiria,
sem ti queimaria
todos os sonhos meus.
Sozinho sem ti que faria,
sem ti, sem ti, sem ti.

Sábado a pouco a pouco se vai,
passarinho mas que sentido tem.
Não lembras, migrávamos como duas gaivotas,
nós amávamos e tuas mãos para apertar, para esquentar.
Passarinho não,
não ir embora, não ir embora.

Sem ti morreria,
sem ti explodiria,
sem ti queimaria
todos os sonhos meus.
Sozinho sem ti que faria,
sem ti, sem ti, sem ti.

Sozinho sem ti que faria,
sem ti.