Musica Italiana

Quel mazzolin di fiori

( Canto di Montagna )
( Autor: Anonimo - 1904 )

Original em italiano Tradução

Quel mazzolin di fiori,
che vien dalla montagna.
E bada ben che non si bagna
che lo voglio regalar,
e bada ben che non si bagna
che lo voglio regalar.

Lo voglio regalare,
perchè l'è un bel mazzetto.
Lo voglio dare al mio moretto
questa sera quando vien,
lo voglio dare al mio moretto
questa sera quando vien.

Stasera quando viene,
sarà una brutta sera.
E perchè lui sabato sera
lui non è vegnù da me,
e perchè lui sabato sera
lui non è vegnù da me.

Non l'è vegnù da me,
l'è andà dalla Rosina.
E perchè mi son poverina
mi fa pianger e sospirar,
e perchè mi son poverina
mi fa pianger e sospirar.

Fa pianger e sospirare,
sul letto dei lamenti.
E cosa mai diran le genti,
cosa mai diran di me?
e cosa mai diran le genti,
cosa mai diran di me?

Diran che son tradita
tradita nell'amore.
E sempre a me mi piange il core
e per sempre piangerà,
e sempre a me mi piange il core
e per sempre piangerà.


Aquele ramalhete de flores,
que vem dá montanha.
E veja bem que não se molhe
que o quero doar,
e veja bem que não se molhe
que o quero doar.

O quero doar,
porque é um belo ramalhete.
O quero dar ao meu moreno
esta noite quando vem,
o quero dar ao meu moreno
esta noite quando vem.

Esta noite quando vem,
será uma noite feia.
E porque ele no sábado a noite
ele não veio a mim,
e porque ele no sábado a noite
ele não veio a mim.

Não veio a mim,
mas foi dá Rosinha.
E porque eu sou pobrezinha
me faz chorar e suspirar,
e porque eu sou pobrezinha
me faz chorar e suspirar.

Faz chorar e suspirar,
na cama das lamentações.
E o que mais dirão as pessoas,
o que mais dirão de mim?
e o que mais dirão as pessoas,
o que mais dirão de mim?

Dirão que sou traída
traída no amor.
E sempre chora meu coração
e para sempre chorará,
e sempre chora meu coração
e para sempre chorará.