Musica Italiana

Nevicava a Roma

( Canta: Renato Rascel )
( Autores: Beretta - Del Prete - Negri - Verdecchia - 1970 )

Original em italiano Tradução

Mi sembrava impossibile
e perfino incredibile,
eppure questo sogno
si avverò.

Nevicava a Roma
e la gente si chiedeva: Ma cos’è?
Questa neve a Roma fa impazzire
li romani come me.

Ogni statua nuda si ammalò,
l’arco di ogni ponte si imbiancò
e lo spruzzo d’ogni fontanella
un ghiacciolo diventò.

Era tutto un pizzo straordinario
il Gianicolo per me,
quando tra milioni di farfalle
tutte bianche ho visto te, proprio te.

Nevicava a Roma e fortuna
quella neve mi portò da te.
Era tanto freddo il tuo cuore
ma il mio lo riscaldò.

Nevicava all’imbrunire,
quanti baci a non finire
ed il nostro abbraccio
la statua dell’amore diventò.

Nevicava a Roma
e la gente si chiedeva: Ma cos’è?
Questa neve a Roma fa impazzire
li romani come te.


Era tanto freddo il tuo cuore
ma il mio lo riscaldò.

Nevicava all’imbrunire,
quanti baci a non finire
e quel nostro abbraccio
la statua dell’amore diventò.

Nevicava a Roma.
Nevicava a Roma.
Si vestì di bianco
il nostro amor!


Me parecia impossível
 e até incrível,
 contudo este sonho
 tornou-se realidade.
 
 Nevava a Roma
 e as pessoas se perguntavam: Mas o que é?
 Esta neve a Roma faz enlouquecer
 os romanos que nem eu.
 
 Cada estatua nua adoeceu,
 o arco de cada ponte branqueou
 e o jacto de cada fontanela
 congelou.
 
 Era uma renda extraordinária
 o Parque do Gianicolo pra mim,
 quando entre milhões de borboletas
 todas brancas eu vi você, você mesmo.
 
 Nevava a Roma e por sorte
 aquela neve me levou até você.
 Era muito frio o seu coração
 mas o meu o esquentou.
 
 Nevava ao anoitecer,
 quantos beijos sem fim
 e o nosso abraço
 a estatua do amor se tornou.
 
 Nevava a Roma
 e as pessoas se perguntavam: Mas o que é?
 Esta neve a Roma faz enlouquecer
 os romanos que nem você.

 
 Era muito frio o seu coração
 mas o meu o esquentou.
 
 Nevava ao anoitecer,
 quantos beijos sem fim
 e aquele nosso abraço
 a estatua do amor se tornou.
 
 Nevava a Roma.
 Nevava a Roma.
 Vestiu-se de branco
 o nosso amor!