Musica Italiana

Mo' vene Natale

( Canta: Renato Carosone )
( Autor: Renato Carosone - 1956 )

Original em dialeto napolitano Tradução

Mo' vene Natale
nun tengo denare
me leggio 'o giurnale
e me vado 'a cucca'.

Mo' vene Natale
nun tengo denare
me leggio 'o giurnale
e me vado 'a cucca'.


Mamma, mamma e damme 'na mano
aroppedimane fernisce a semmana
e nun saccio che fa'
e nun saccio che fa'.

Mo' vene Natale
nun tengo denare
me leggio 'o giurnale
e me vado 'a cucca'.

Mo' vene Natale
nun tengo denare
me leggio 'o giurnale
e me vado 'a cucca'.

Mo' vene Natale
nun tengo denare
me leggio 'o giurnale
e me vado 'a cucca'.


E vatte 'a cucca'.

Mo' vene Natale
nun tengo denare
me leggio 'o giurnale
e me vado 'a cucca'.


E vatte 'a cucca'.

Mamma, mamma 'e damme 'na mano
aroppedimane fernisce a semmana
e nun saccio che fa'
e nun saccio che fa'.

Mo' vene Natale
nun tengo denare
me leggio 'o giurnale
e me vado 'a cucca'.


E vatte 'a cucca'.

Mo' vene Natale
nun tengo denare
me leggio 'o giurnale
e me vado 'a cucca'.


E vatte 'a cucca'.

Mo' vene Natale
nun tengo denare
me leggio 'o giurnale
e me vado 'a cucca'.


E vatte 'a cucca'.

Mamma, mamma 'e damme 'na mano
aroppedimane fernisce a semmana
e nun saccio che fa'
e nun saccio che fa'.

Mo' vene Natale
nun tengo denare
me leggio 'o giurnale
e me vado 'a cucca'.


E vatte 'a cucca'.
E me vado 'a cucca'.
E vatte 'a cucca'.
E me vado 'a cucca'.


Já vem Natal
não tenho dinheiro
leio o jornal
e vou deitar-me.

Já vem Natal
não tenho dinheiro
leio o jornal
e vou deitar-me.

Mãe, mãe, dá-me uma mão
depois de amanha acaba a semana
e não sei o que fazer
e não sei o que fazer.

Já vem Natal
não tenho dinheiro
leio o jornal
e vou deitar-me.

Já vem Natal
não tenho dinheiro
leio o jornal
e vou deitar-me.

Já vem Natal
não tenho dinheiro
leio o jornal
e vou deitar-me.

E vai deitar-te.

Já vem Natal
não tenho dinheiro
leio o jornal
e vou deitar-me.

E vai deitar-te.

Mãe, mãe, dá-me uma mão,
depois de amanha acaba a semana
e não sei o que fazer
e não sei o que fazer.

Já vem Natal
não tenho dinheiro
leio o jornal
e vou deitar-me.

E vai deitar-te.

Já vem Natal
não tenho dinheiro
leio o jornal
e vou deitar-me.

E vai deitar-te.

Já vem Natal
não tenho dinheiro
leio o jornal
e vou deitar-me.

E vai deitar-te.

Mãe, mãe, dá-me uma mão,
depois de amanha acaba a semana
e não sei o que fazer
e não sei o que fazer.

Já vem Natal
não tenho dinheiro
leio o jornal
e vou deitar-me.

E vai deitar-te.
E vou deitar-me.
E vai deitar-te.
E vou deitar-me.