Musica Italiana

Michelemmą

( Canta: Gloriana )
( Autor: Atribuķda ao pintor-poeta Salvatore Rosa - 1650 )

Michelemmą conta a história de uma bela garota de Ischia que nasceu a bordo de um navio sarraceno depois de uma incursćo dos turcos nas terras da Campania. Ela tornou-se tćo bonita que todos os homens se apaixonavam por ela e queriam possui-la, mas a sua resistźncia era tanta que, pela frustraēćo e dor, todos acabavam por suicidar-se.

Original em dialeto napolitano antigo Traduēćo

Č nata miez'o mare
Michelemmą, Michelemmą,
e' nata miez'o mare
Michelemmą, Michelemmą,
oje na scarola, oje na scarola,
oje na scarola, oje na scarola.

Li turche se nce vanno
Michelemmą, Michelemmą,
Li turche se nce vanno
Michelemmą, Michelemmą,
a reposare, a reposare,
a reposare, a reposare.

Chi pe la cimma e chi
Michelemmą, Michelemmą,
chi pe la cimma e chi
Michelemmą, Michelemmą,
pe lo streppone, pe lo streppone,
pe lo streppone, pe lo streppone.

Beato a chi lą vence
Michelemmą, Michelemmą,
beato a chi lą vence
Michelemmą, Michelemmą,
co sta figliola, co sta figliola,
co sta figliola, co sta figliola.

Sta figliola ch'č figlia
Michelemmą, Michelemmą,
Sta figliola ch'č figlia
Michelemmą, Michelemmą,
oje de Notare, oje de Notare,
oje de Notare, oje de Notare.

E mpietto porta na
Michelemmą, Michelemmą,
E mpietto porta na
Michelemmą, Michelemmą,
stella Diana, stella Diana,
stella Diana, stella Diana.

Pe fa mori' ll'amante
Michelemmą, Michelemmą,
Pe fa mori' ll'amante
Michelemmą, Michelemmą,
a duje a duje, a duje a duje,
a duje a duje, a duje a duje.

A duje a duje, a duje a duje,
a duje a duje, a duje a duje!


Nasceu no meio do mar
Michelemmą, Michelemmą,
Nasceu no meio do mar
Michelemmą, Michelemmą,
é uma de Ischia, é uma de Ischia,
é uma de Ischia, é uma de Ischia.

Os turcos vćo tentando
Michelemmą, Michelemmą,
Os turcos vćo tentando
Michelemmą, Michelemmą,
vćo tentando, vćo tentando,
vćo tentando, vćo tentando.

Quem tenta com delicadeza e quem
Michelemmą, Michelemmą,
Quem tenta com delicadeza e quem
Michelemmą, Michelemmą,
com violźncia, com violźncia,
com violźncia, com violźncia.

Feliz quem consegue vencer
Michelemmą, Michelemmą,
Feliz quem consegue vencer
Michelemmą, Michelemmą,
esta mulher, esta mulher,
esta mulher, esta mulher.

Esta mulher que é filha
Michelemmą, Michelemmą,
Esta mulher que é filha
Michelemmą, Michelemmą,
de um Notįrio, de um Notįrio,
de um Notįrio, de um Notįrio.

E no peito tem uma
Michelemmą, Michelemmą,
E no peito tem uma
Michelemmą, Michelemmą,
estrela Diana, estrela Diana,
estrela Diana, estrela Diana.

Para fazer morrer os amantes
Michelemmą, Michelemmą,

Para fazer morrer os amantes
Michelemmą, Michelemmą,
de dois em dois, de dois em dois,
de dois em dois, de dois em dois.

De dois em dois, de dois em dois,
de dois em dois, de dois em dois!