Musica Italiana

Mattinata

( Canta: O Tenor Ferruccio Tagliavini )
( Musica e letra de Ruggero Leoncavallo - 1903 )

Original em italiano Tradução

L’aurora di bianco vestita
già l’uscio dischiude al gran sol,
di già con le rosee sue dita
carezza de’ fiori lo stuol.

Commosso da un fremito arcano
intorno il creato già par
e tu non ti desti, ed invano
mi sto qui dolente a cantar.

Metti anche tu la veste bianca
e schiudi l’uscio al tuo cantor!
Ove non sei, la luce manca,
ove tu sei, nasce l’amor.

Metti anche tu la veste bianca
e schiudi l’uscio al tuo cantor!
Ove non sei, la luce manca,
ove tu sei, nasce l’amor.


 A aurora de branco vestida
 já a porta abre ao grande sol,
 e já com os róseos seus dedos
 acaricia das flores a multidão.
 
 Comovida num frêmito arcano
 em volta a criação já parece
 e tu não acordas, e em vão
 eu estou aqui dolente a cantar.
 
 Põe também tu o vestido branco
 e abre a porta ao teu cantor!
 Onde tu não estás, a luz falta,
 onde tu estás, nasce o amor.
 
 Põe também tu o vestido branco
 e abre a porta ao teu cantor!
 Onde tu não estás, a luz falta,
 onde tu estás, nasce o amor.