Musica Italiana

Mariti in città

( Canta: Domenico Modugno )
( Autor: Domenico Modugno - 1958 )

Original em italiano Tradução

Arriva l'estate!
Che caldo infernale!
Le case infuocate,
ognuno sta male.

Soltanto le mogli
son tutte partite,
con mille bagagli,
ai monti ed al mar.

La moglie se ne va
e il marito sta in città.
Il povero marito
rimane incustodito.

La moglie se ne va
ma il marito pensa già
a quella scappatella
che da tempo vuole far.

Oh! Quant'è bona
la cameriera, la veneziana
che sta sempre in sottoveste
sul balcone a canticchiar.

La moglie se ne va
e il marito sta in città.
Il povero marito
rimane incustodito.

La moglie se ne va
e il marito sta in città,
È solo e abbandonato,
ma si sente un gran pascià.

Ti piace l'ancella!
Vuoi far l'avventura!
Però stai tranquillo,
la cosa non dura.

Ne dici di balle,
l'hai quasi convinta,
ma torna al più bello
la dolce metà.

La moglie tornerà
e il marito che farà?
Il povero marito
è triste ed avvilito.

La moglie tornerà
e la cosa sfumerà,
e quella scappatella
tanto bella non farà.

Quant'era bona
la cameriera, la veneziana
che sta sempre in sottoveste
sul balcone a canticchiar.

La moglie tornerà
e il marito che farà?
Il povero marito
riprende la sua vita.

La moglie tornerà
e il marito pensa già
a quella scappatella
tanto bella che non fa.

A quella scappatella
tanto bella che non fa!
A quella scappatella
tanto bella che non fa!


Está chegando o verão!
Que calor infernal!
As casas quentíssimas,
todos passam mal.

Somente as esposas
partiram todas,
com um monte de malas,
para as montanhas e o mar.

A esposa vai embora
e o marido fica na cidade.
O pobre marido
fica sem alguém que cuide dele.

A esposa vai embora
mas o marido pensa já
naquela escapadela
que faz tempo quer fazer.

Oh! Quanto é bonita
a camareira, a veneziana
que está sempre com a camisa-de-noite
cantarolando no balcão.

A esposa vai embora
e o marido fica na cidade.
O pobre marido
fica sem alguém que cuide dele.

A esposa vai embora
e o marido fica na cidade.
Está sozinho e abandonado,
mas sente-se um grande paxá.

Estás gostando da criada!
Queres ter uma aventura!
Porem fica tranqüilo,
a coisa não dura.

Estás dizendo muitas mentiras,
quase a convenceu,
mas agora está voltando
a tua doce metade.

A esposa voltará
e o marido o que fará?
O pobre marido
está triste e abatido.

A esposa voltará
e a coisa esvaecerá,
e aquela escapadela
tão bonita não fará.

Quanto era bonita
a camareira, a veneziana
que está sempre com a camisa-de-noite
cantarolando no balcão.

A esposa voltará
e o marido o que fará?
O pobre marido
volta para a sua vida.

A esposa voltará
e o marido pensa já
naquela escapadela
tão bonita que não faz.

Naquela escapadela
tão bonita que não faz!
Naquela escapadela
tão bonita que não faz!