Musica Italiana

Mamma mia dammi cento lire

( Canta: Coro do Gruppo Folk Italiano )
( Autor: Anonimo 1908 )

Esta musica testemunha ainda hoje o drama da emigração que levou centenas de milhares de nossos conterrâneos bem distante do solo nativo na busca de um futuro, de melhores condições de vida. O tema é aquele dolorido da emigração que, demais vezes, provocou feridas lacerantes, separando famílias, namorados, pais e filhos.

Original em italiano Tradução

Mamma mia dammi cento lire
che in America voglio andar!
Cento lire io te le do
ma in America no, no, no!
Cento lire io te le do
ma in America no, no, no!

I suoi fratelli alla finestra:
Mamma mia lassela andar!
Vai, vai pure o figlia ingrata
che qualcosa succederà!
Vai, vai pure o figlia ingrata
che qualcosa succederà!

Quando furono in mezzo al mare,
il bastimento si sprofondò!
Pescatore che peschi i pesci,
la mia figlia vai tu a pescar!
Pescatore che peschi i pesci,
la mia figlia vai tu a pescar!

Il mio sangue è rosso e fino,
i pesci del mare lo beveran!
La mia carne è bianca e pura,
la balena la mangerà!
La mia carne è bianca e pura,
la balena la mangerà!

Il consiglio della mia mamma
l'era tutta la verità,
mentre quello dei miei fratelli
resta quello che m'ha ingannà!
Mentre quello dei miei fratelli
resta quello che m'ha ingannà!

Il consiglio della mia mamma
l'era tutta la verità,
mentre quello dei miei fratelli
resta quello che m'ha ingannà!
Mentre quello dei miei fratelli
resta quello che m'ha ingannà!

Mentre quello dei miei fratelli
resta quello che m'ha ingannà!
Mentre quello dei miei fratelli
resta quello che m'ha ingannà!


Minha mãe dá-me cem liras
que na America quero ir!
Cem liras eu vou te dar
mas na America não, não, não!
Cem liras eu vou te dar
mas na America não, não, não!

Os seus irmãos da janela:
Minha mãe deixa ela ir!
Vai, vai filha ingrata
que algo vai acontecer!
Vai, vai filha ingrata
que algo vai acontecer!

Quando estavam no meio do mar,
o navio afundou!
Pescador que pegas os peixes,
a minha filha vai tu a pescar!
Pescador que pegas os peixes,
a minha filha vai tu a pescar!

O meu sangue é vermelho e fino,
os peixes do mar o beberão!
A minha carne é branca e pura,
a baleia a comerá!
A minha carne é branca e pura,
a baleia a comerá!

O conselho da mamãe
era a pura verdade,
enquanto aquele dos meus irmãos
era aquele que me enganou!
Enquanto aquele dos meus irmãos
era aquele que me enganou!

O conselho da mamãe
era a pura verdade,
enquanto aquele dos meus irmãos
era aquele que me enganou!
Enquanto aquele dos meus irmãos
era aquele que me enganou!

Enquanto aquele dos meus irmãos
era aquele que me enganou!
Enquanto aquele dos meus irmãos
era aquele que me enganou!