Musica Italiana

Malafemmena

( Canta: Gianni Nazzaro )
( Autor: Antonio de Curtis - 1951 )

Original em dialeto napolitano Tradução

Si avisse fatto a n'ato
chello ch' hê fatto a me,
st'ommo t'avesse acciso
e vuó sapé o pecché?

Pecché 'ncopp'a 'sta terra,
femmene comm'a te,
nun ce hann' 'a stá pe' n'ommo
onesto comm'a me.

Femmena,
tu si na malafemmena,
a st'uocchie hê fatto chiagnere
lacreme 'e 'nfamitá.

Femmena,
tu si peggio 'e na vipera,
mm' hê 'ntussecato ll' ánema,
nun pòzzo cchiù campá.

Femmena,
si doce comm' 'o zzuccaro
peró 'sta faccia d'angelo,
te serve pe' 'nganná.

Femmena,
tu si 'a cchiù bella femmena,
te voglio bene e t'odio
nun te pòzzo scurdá.

Te voglio ancora bene,
ma tu nun saje pecché,
pecché ll' unico ammore
si' stata tu pe' me.

E tu, pe' nu capriccio
tutto hê distrutto, oje né',
ma Dio nun t' 'o pperdona
chello ch' hê fatto a me.

Femmena,
tu si na malafemmena,
a st'uocchie hê fatto chiagnere,
lacreme 'e 'nfamitá.

Femmena,
tu si peggio 'e na vipera,
mm' hê 'ntussecato ll' ánema,
nun pòzzo cchiù campá.

Femmena,
si doce comm' 'o zzuccaro
peró 'sta faccia d'angelo,
te serve pe' 'nganná.

Femmena,
tu si 'a cchiù bella femmena,
te voglio bene e t'odio
nun te pòzzo scurdá.


Se tiveste feito a outro
aquilo que fizeste a mim,
este homem teria te matado,
e queres saber o porquê?

Porque sobre esta terra
mulheres como você,
não devem existir para um homem
honesto como eu.

Mulher,
tu és uma mulher má,
a estes olhos fizestes chorar
lágrimas de infâmia.

Mulher,
tu és pior que uma víbora,
me intoxicaste a alma,
não posso mais viver.

Mulher,
és doce como o açúcar
porém esta face de anjo
te serve pra enganar.

Mulher,
tu és a mais bela mulher,
te quero bem e te odeio,
não posso te esquecer.

Te quero ainda bem,
ma tu não sabes porquê,
porque o único amor
tu foste para mim.

E tu por um capricho
tudo destruístes, oh bela,
mas Deus não te perdoa
aquilo que fizeste a mim.

Mulher,
tu és uma mulher má,
a estes olhos fizestes chorar
lágrimas de infâmia.

Mulher,
tu és pior que uma víbora,
me intoxicaste a alma,
não posso mais viver.

Mulher,
és doce como o açúcar
porém esta face de anjo
te serve pra enganar.

Mulher,
tu és a mais bela mulher,
te quero bem e te odeio,
não posso te esquecer.