Musica Italiana

Madunina
(O mia bela Madunina)

( Canta: Nanni Svampa )
( Autor: Giovanni D'Anzi - 1935 )
( Musica Popular Milanese )

Original em dialeto milanês Tradução

A disen la cansun la nass a Napuli
e certament g'han minga tutti i tort.
Surriento, Mergellina, tutt'i popoli
i avran cantà almen un miliun de volt.
Mi speri che se offendera nissun
se parlom un cicin anca de num.

O mia bela Madunina
che te brilet de luntan,
tuta dora e piscinina
ti te dominet Milan.
Sota ti se viv la vita,
se sta mai cuj man in man.
Canten tüti "Lontan de Napoli se moeur"
ma po vegnen chi a Milan.

Ades ghè la cansun de Roma magica,
de Nina, er Cupolone e Rugantin,
se sbaten in del Tever, roba tragica,
esageren, me par, un cicinin.
Sperem che vegna minga la mania
de metes a cantà "Melano mia"

O mia bela Madunina
che te brilet de luntan,
tuta dora e piscinina
ti te dominet Milan.
Si, vegnii senza paura,
num ve slungaremm la man.
Tut el mund a l'è paes, a semm d'accord,
ma Milan l'è un gran Milan!


Dizem que a canção nasce a Nápoles
e certamente não estão errados de todo.
Sorrento, Mergellina, todos os povos
os terão cantados ao menos um milhão de vezes.
Eu espero que não se ofenderá ninguém
se falamos um pouquinho também de nós.

O minha bela Nossa Senhora
que brilhas ao longe,
toda de ouro e pequenina
tu dominas Milão.
Sob de ti se vive a vida,
não se está nunca de braços cruzados.
Cantam todos "Longe de Nápoles se morre"
mas depois vêm aqui a Milão.

Agora tem a canção de Roma mágica,
de Nina, o Cupolone e Rugantino,
se batem no Tevere, coisa trágica,
exageram, me parece, um pouquinho.
Esperemos que não venha a mania
de começar a cantar "Milão minha"

O minha bela Nossa Senhora
que brilhas ao longe,
toda de ouro e pequenina
tu dominas Milão.
Sim, venham sem medo,
nós vos ofereceremos a mão.
Todo o mundo é país, estamos de acordo,
mas Milão é um grande Milão!