Musica Italiana

Luna Nova

( Canta: Franco Ricci )
( Autores: M. P. Costa - S. Di Giacomo - 1887 )

Agradeço profundamente o meu amigo Pippo por ter-me enviado esta verdadeira rarirade

Original em dialeto napolitano Tradução

La luna nova, 'ncopp'a lu mare,
stènne na fascia d'argiento fino.
Dint'a la varca, lu marenaro,
quase s'addorme cu 'a rezza 'nzino

Nun durmí, scétate, oje marená',
vótta 'sta rezza, penza a vucá!
Nun durmí, scétate, oje marená',
vótta 'sta rezza, penza a vucá!

Nun durmí, scétate, oje marená',
vótta 'sta rezza, penza a vucá!

Dorme e suspira stu marenaro,
se sta sunnanno la 'nnammurata.
Zitto e qujeto se sta lu mare,
pure la luna se nc'è 'ncantata.

Luna d'argiento, lass''o sunná,
vásalo 'nfronte, nun 'o scetá!.
Luna d'argiento, lass''o sunná,
vásalo 'nfronte, nun 'o scetá!.

Nun durmí, scétate, oje marená',
vótta 'sta rezza, penza a vucá!

Oh, oh, oh, oh!


A lua nova, sobre o mar,
estende uma facha de prata fine.
Dentro do barco, o marinheiro,
quase adormece com a rede por perto.

Não dormir, acorda, oh marinheiro,
joga esta rede, pensa a vogar!
Não dormir, acorda, oh marinheiro,
joga esta rede, pensa a vogar!

Não dormir, acorda, oh marinheiro,
joga esta rede, pensa a vogar!

Dorme e suspira este marinheiro,
está sonhando com a namorada.
Calado e tranqüilo é o mar,
também a lua se encantou.

Lua de prata, deixa ele sonhar,
beija-o na testa, não o acordar!
Lua de prata, deixa ele sonhar,
beija-o na testa, não o acordar!

Não dormir, acorda, oh marinheiro,
joga esta rede, pensa a vogar!

Oh, oh, oh, oh!