Musica Italiana

L'ora del Campari

( Canta: Crivel )
( Autores: F. Crivel - R. Dufas - 1932 )

Trata-se de um recente e simpático Spot publicitário dá Campari que tem como coluna sonora uma prazerosa musica no estilo do período fascista interpretada pelo cantor Crivel (Fernando Crivelli). Parece que foi composta nos anos '30 por uma publicidade do mesmo produto alcoólico. Um Revival verdadeiramente muito agradável!

Original em italiano Tradução

Quando al fine d’un giorno noioso
la gaiezza risorge nel cuor,
cerca ognuno il perché prodigioso
e domanda con grande stupor
donde viene questa gioia verace.
Ogni crisi finita è davver,
forse al mondo ritorna la pace!
No, credete, è un motivo più ver.

Se d’affanni, vecchi malanni,
non si sente più novella,
se ciascun sorride lieto
e la vita trova bella,
se ragione misteriosa
a gioir ciascuno appella,
questa è l'ora senza pari,
questa è l’ora del Campari!

Brilli il sole nel cielo in festa,
o di pioggia si innondi il terren,
a quest’ora nel cuor si ridesta
il pensiero che tutto va ben,
poichè la gioia, calda e vermiglia,
e il sol ci rifiuta calor,
Campari l’ha chiusa in bottiglia
onde tutti ripetono in cor:

Se d’affanni, vecchi malanni,
non si sente più novella,
se ciascun sorride lieto
e la vita trova bella,
se ragione misteriosa
a gioir ciascuno appella,
questa è l'ora senza pari,
questa è l’ora del Campari!

Quando gli stranieri in carovana,
dalle brume di nordico suol
ripercorron la terra italiana
nel tepore dell’italo sol,
ammiran sui colli di Roma
nuove glorie ed eterno splendor,
ma lasciando de fiori a Roma
con rimpianto ripeton tra lor:

Se d’affanni, vecchi malanni,
non si sente più novella,
se ciascun sorride lieto
e la vita trova bella,
se ragione misteriosa
a gioir ciascuno appella,
questa è l'ora senza pari,
questa è l’ora del Campari!


Quando no fim de um dia tedioso
a alegria renasce no coração,
busca cada um o porque prodigioso
e pergunta com grande estupor
de onde vem esta felicidade verdadeira.
Cada crise acabou mesmo,
talvez no mundo está voltando a paz!
Não, acreditem, é um motivo mais real.

Se de problemas, velhas doenças,
não se tem mais noticia,
se cada um sorri feliz
e a vida acha bonita,
se razão misteriosa
pra ser feliz cada um clama,
esta é a hora sem iguais,
esta é a hora do Campari!

Brilhe o sol no céu em festa,
o de chuva se encharque o chão,
a esta hora no coração renasce
o pensamento que tudo vai bem,
porque a alegria, quente e vermelha,
e o sol nos recusa o calor,
Campari a fechou em garrafa
onde todos repetem em coro:

Se de problemas, velhas doenças,
não se tem mais noticia,
se cada um sorri feliz
e a vida acha bonita,
se razão misteriosa
pra ser feliz cada um clama,
esta é a hora sem iguais,
esta é a hora do Campari!

Quando os estrangeiros em caravana,
dás neblinas do nórdico solo
percorrem a terra italiana
no calor do itálico sol,
admiram nos coles de Roma
novas glorias e eterno esplendor,
ma deixando umas flores a Roma
com saudade repetem entre eles:

Se de problemas, velhas doenças,
não se tem mais noticia,
se cada um sorri feliz
e a vida acha bonita,
se razão misteriosa
pra ser feliz cada um clama,
esta é a hora sem iguais,
esta é a hora do Campari!