Musica Italiana

L'era bela come gli orienti

( Canta: Orietta Berti )
( Autores: Diversos e desconhecidos - Secolo XIX )
( Canto popular satírico milanês gravado em 1974 )

Este canto me foi gentilmente enviado pelo Senhor Piero Arcidiacono que é o administrador do site da famosa cantora italiana Orietta Berti de quem eu fui sempre um grande admirador. Aproveito para agradecer publicamente ambos pela gentil colaboração. Não pude citar os autores e o ano da composição porque na realidade trata-se de uma mistura de estrofes que não foram criadas nos mesmos anos mas que podem ser colocadas ao longo do século XIX. Elas tratam de forma brincalhona e desconexa, com típica sabedoria popular, diversos motivos queridos pelos italianos da época, como as referencias ao Rei de Nápoles, ao Rei Vittorio Emanuele, a Garibaldi, a Napoleon, e ate à invenção de uma Rainha da "Inghil-Prussia", que, com muita probabilities, na fantasia do povo, quer criar uma síntese entre os dois eternos inimigos do Imperador Frances, ou seja a Inglaterra e a Prussia. Muitas dessas estrofes aparecem nos famosos "risotos" de tabernas, um conjunto de canções desligadas nos conteúdos, na musica e no tempo.

Original em meio dialeto milanês Tradução

L'era bela come gli Orienti
ai tramonti, ai tramonti.
L'era bela come gli Orienti
ai tramonti dei soli nascenti.

Ma i suoi non vuole,
i miei non son contenti.
Farem l'amore
nascostamenti.

E la Cecilia l'è un'isoletta,
l'è un'isoletta in mezzo al mare, (trallallà)
e il re di Napoli, coi suoi cannoni,
noi lo faremo sprifondar.

L'era bela come gli Orienti
ai tramonti, ai tramonti.
L'era bela come gli Orienti
ai tramonti dei soli nascenti.

Detto fatto,
si suona il campanello,
salta fuori
Vittorio Emanuello.

E Garibaldi faceva l'oste,
Napoleone il cameriere (trallallà)
e la regina dell'Inghil-Prussia
la se lavava i so bicier.

L'era bela come gli Orienti
ai tramonti, ai tramonti.
L'era bela come gli Orienti
ai tramonti dei soli nascenti.

Ma i suoi non vuole,
i miei non son contenti.
Farem l'amore
nascostamenti.

E la Cecilia l'è un'isoletta,
l'è un'isoletta in mezzo al mare, (trallallà)
e il re di Napoli, coi suoi cannoni,
noi lo faremo sprifondar.

E la Cecilia l'è un'isoletta,
l'è un'isoletta in mezzo al mare, (trallallà)
e il re di Napoli, coi suoi......


Era linda como o Oriente
ao por-do-sol, ao por-do-sol.
Era linda como o Oriente
ao por-do-sol, do sol nascente.

Mas seus pais não querem,
os meus não são contentes.
Faremos amor
às escondidas.

E a Sicilia é uma pequena ilha,
é uma pequena ilha no meio do mar, (trallallà)
e o Rei de Nápoles, com seus canhões,
nós o faremos afundar.

Era linda como o Oriente
ao por-do-sol, ao por-do-sol.
Era linda como o Oriente
ao por-do-sol, do sol nascente.

Dito e feito,
se toca a campainha,
aparece
Vittorio Emanuele.

E Garibaldi fazia o taberneiro,
Napoleon o camareiro (trallallà)
e a Rainha da Inghil-Prussia
se lavava a própria louça.

Era linda como o Oriente
ao por-do-sol, ao por-do-sol.
Era linda como o Oriente
ao por-do-sol, do sol nascente.

Mas seus pais não querem,
os meus não são contentes.
Faremos amor
às escondidas. 

E a Sicilia é uma pequena ilha,
é uma pequena ilha no meio do mar, (trallallà)
e o Rei de Nápoles, com seus canhões,
nós o faremos afundar.

E a Sicilia é uma pequena ilha,
é uma pequena ilha no meio do mar, (trallallà)
e o Rei de Nápoles, com seus......