Musica Italiana

La Sbornia

( Cantam: I Gufi )
( Autores: Gorman - Mc Gear - Mc Gough - L. Chiosso - 1969 )
( Titulo original: Lily the Pink )

Versão italiana Tradução

E trinca, trinca, trinca,
buttalo giù con una pinta
poi vedrai che bella festa,
la medicina del mondo in rovina,
stai tranquillo, è questa quà.

Galbusera quando beve barbera
fa lo slalom fra i lampioni,
a schivarli tutti quanti son buoni,
lui, invece, li batte giù.

Sua cugina beve solo benzina
e poi parte come un razzo,
ora, a Monza, sta girando da un pezzo,
chi sa quando si fermerà.

E trinca, trinca, trinca,
buttalo giù con una pinta
poi vedrai che bella festa,
la medicina del mondo in rovina,
stai tranquillo, è questa qua.

Beatrice usa la lavatrice,
suo marito gliel'ha comprata
e quando beve ha la sbronza frenata,
fatto il pieno si ferma lì.

Il cognato, che beveva moscato,
si è inciuccato assieme al Marco,
li han trovati seduti nel parco
a progettare rivoluzion.

E trinca, trinca, trinca,
buttalo giù con una pinta
poi vedrai che bella festa,
la medicina del mondo in rovina,
stai tranquillo, è questa qua.

Poi c'è Amleto che vuol bere in segreto
e si mette a recitare:
"Essere sbronzo o non essere sbronzo".
Quel dubbio atroce gli resterà.

Rossi Antonia beve solo colonia,
lei è un tipo sofisticato,
il suo singhiozzo è così profumato
che diventa un fatto snob.

E trinca, trinca, trinca,
buttalo giù con una pinta
poi vedrai che bella festa,
la medicina del mondo in rovina,
stai tranquillo, è questa qua.

Maria Rosa ha la sbronza amorosa,
ogni fiasco un fidanzato,
se cambia vino l'ha bell'e scordato,
mai nessuno la sposerà.

Se il nonnino beve un buon grignolino
sente il suono delle campane,
quindi sogna le sbronze serene
che verranno nell'aldilà.

E trinca, trinca, trinca,
buttalo giù con una pinta
poi vedrai che bella festa,
la medicina del mondo in rovina,
stai tranquillo, è questa qua.


E bebe, bebe, bebe,
 engole tudo rápido
 depois verás que bela festa,
 O remédio para o mundo em ruína,
 podes estar tranquilo, é isto aqui.
 
 Galbusera quando bebe barbera
 faz o slalom entre os lampiões,
 evitar-lós, todos são capazes,
 ele, ao contrário, os derruba.
 
 Sua prima bebe somente gasolina
 e depois parte como um foguete,
 agora, em Monza, esta rodando há um tempão,
 quiçá quando irá parar. 
 
 E bebe, bebe, bebe,
 engole tudo rápido
 depois verás que bela festa,
 O remédio para o mundo em ruína,
 podes estar tranquilo, é isto aqui. 
 
 Beatriz usa a lava-roupa,
 seu marido comprou para ela
 e quando bebe a sua bebedeira é travada,
 quando estiver cheia de vinho ela para onde está.
 
 Seu cunhado, que bebia moscato,
 se embebedou junto com Marco,
 os encontraram sentados no parque
 que projetavam revoluções. 
 
 E bebe, bebe, bebe,
 engole tudo rápido
 depois verás que bela festa,
 O remédio para o mundo em ruína,
 podes estar tranquilo, é isto aqui. 
 
 Depois há Amleto que quer beber em secreto
 e começa a declamar:
 "Ser bêbado ou não ser bêbado".
 Aquela duvida atroz permanecerá.
 
 Rossi Antonia bebe somente água-de-colônia,
 ela é um tipo sofisticado,
 seu soluço é tão perfumado
 que torna-se algo chique. 
 
 E bebe, bebe, bebe,
 engole tudo rápido
 depois verás que bela festa,
 O remédio para o mundo em ruína,
 podes estar tranquilo, é isto aqui. 
 
 Maria Rosa tem a bebedeira amorosa,
 cada garrafa um namorado,
 se troca de vinho se esquece dele,
 ninguém casará com ela.
 
 Se o avô bebe um bom grignolino
 sente o som dos sinos,
 então sonha com bebedeiras serenas
 que virão do além. 
 
 E bebe, bebe, bebe,
 engole tudo rápido
 depois verás que bela festa,
 O remédio para o mundo em ruína,
 podes estar tranquilo, é isto aqui.