Musica Italiana

La Rivoluzione

( Canta: Gianni Pettenati )
( Autores: P. Soffici - Mogol - 1967 )

O conteúdo da letra reflete claramente os anseios dos jovens do mundo todo do final dos anos 60 que marcaram profundamente os movimentos da época, mas no decorrer do tempo esses anseios revelaram-se uma utopia ilusória. O ser humano, apesar de sua inteligência, revelou-se desde sempre o pior dos animais, e tenho quase certeza que seus instintos de verdadeira fera-humana levarão o mundo ao aniquilamento total.  Este é o meu pensamento!!!

Original em italiano Tradução

Guarda quante facce scure,
piene di rancore, sono ferme là.
Guarda quei ragazzi uniti,
tutti colorati, stan correndo quà.
Ma che succederà?
Ci sarà la rivoluzione,
nemmeno un cannone però tuonerà.
Ci sarà la rivoluzione,
l'amore alla fine, vedrai, vincerà.

E basteranno pochi anni, oppure poche ore
per fare un mondo migliore,
un mondo dove tutti saranno perdonati.
Chi ha vinto e chi ha perduto,
vedrai, si abbraccerà.
La, la, la, la rivoluzione,
nemmeno un cannone però tuonerà.
La, la, la, la rivoluzione,
l'amore alla fine, vedrai, vincerà.

Guarda ora per la strada,
ognuno si sorride senza più un perchè.
Guarda quegli uomini importanti,
sembrano bambini, nessuno pensa a se.
E vuoi saper perchè?
È finita la rivoluzione,
per sempre è finita, mai più si farà.
È finita la rivoluzione,
l'amore, alla fine, ha vinto e vincerà.

E son bastati pochi anni, soltanto poche ore
per fare un mondo migliore,
un mondo dove tutti saranno perdonati.
Chi ha vinto e chi ha perduto,
vedrai, si abbraccerà.
È finita la rivoluzione,
per sempre è finita, mai più si farà.
È finita la rivoluzione,
l'amore, alla fine, ha vinto e vincerà.


Olha quantos rostos escuros,
cheios de rancor, estão parados lá.
Olha aqueles garotos unidos,
todos coloridos, estão correndo pra cá.
Mas o que acontecerá?
Explodirá a revolução,
porem nem um só canhão ribombará.
Explodirá a revolução,
o amor, finalmente, verás, vencerá.

E bastarão poucos anos, ou poucas horas,
para fazer um mundo melhor,
um mundo onde todos serão perdoados.
Quem ganhou e quem perdeu,
verás, se abraçará.
A, a, a, a revolução,
porem nem um só canhão ribombará.
A, a, a, a revolução,
o amor, finalmente, verás, vencerá.

Olha agora pela rua,
cada um sorri sem mais um porque.
Olha aqueles homens importantes,
parecem meninos, ninguém pensa em sim mesmo.
E queres saber porque?
Acabou a revolução,
para sempre acabou, nunca mais acontecerá.
Acabou a revolução,
o amor, finalmente, venceu e vencerá.

E bastaram somente poucos anos, somente poucas horas
para fazer um mundo melhor,
um mundo onde todos serão perdoados.
Quem ganhou e quem perdeu,
verás, se abraçará.
Acabou a revolução,
para sempre acabou, nunca mais acontecerá.
Acabou a revolução,
o amor, finalmente, venceu e vencerá.