Musica Italiana

La riva bianca, la riva nera

( Canta: Iva Zanicchi )
( Autores: E. Sciorilli - A. Testa - 1971 )

Original em italiano Tradução

Signor capitano si fermi qui.
Sono tanto stanco, mi fermo, sì.
Attento, sparano, si butti giù.
Sto attento, ma riparati anche tu.
Dimmi un po' soldato di dove sei.

Sono di un paese vicino a lei.

Però sul fiume passa la frontiera,
la riva bianca, la riva nera,
e sopra il ponte
vedo una bandiera
ma non è quella
che c'è dentro il mio cuor.

Tu soldato allora non sei dei miei.
Ho un'altra divisa, lo sa anche lei.
No, non lo so perchè non vedo più,
mi han colpito e forse sei stato tu.

Signor capitano che ci vuoi far,
questa qui è la guerra, non può cambiar.

Sulla collina canta la mitraglia
e l'erba verde
diventa paglia
e lungo il fiume continua la battaglia,
ma per noi due
è già finita, ormai.

Signor capitano io devo andar.
Vengo anch'io con te,
non mi puoi lasciar.

No, non ti lascerò,
io lo so già,
starò vicino a te per l'eternità.

Tutto è finito, tace la frontiera,
la riva bianca, la riva nera,
mentre una donna
piange nella sera
e chiama un nome
che mai risponderà.

Signor Capitano si fermi qui.
Sono tanto stanco, mi fermo si.


Senhor capitão pare aqui.
Estou tão cansado, paro sim.
Cuidado, atiram, se bote no chão.
Fico atente, mas protege-te também tu.
Diz-me um pouco soldado de onde és.
Sou de uma cidade perto do senhor.

Porem no rio passa a fronteira,
a margem branca, a margem preta,
e sobre a ponte
vejo uma bandeira
mas não é aquela
que há dentro do meu coração.

Tu soldado então não é dos meus.
Tenho uma outra farda, o sabe também o senhor.
Não, eu não sei porque não enxergo mais,
me deram um tiro e talvez foste tu.
Senhor capitão o que queres fazer,
esta aqui é a guerra, não pode mudar.

Sobre a colina canta a metralha
e a grama verde
torna-se palha
e ao longo do rio continua a batalha,
mas para nós dois
já acabou, agora.

Senhor capitão eu devo ir.
Venho eu também contigo,
não podes deixar-me.
Não, não te deixarei,
eu já sei,
ficarei perto de ti pela eternidade.

Tudo acabou, quieta é a fronteira,
a margem branca, a margem preta,
enquanto uma mulher
chora na noite
e chama um nome
que nunca responderá.

Senhor capitão pare aqui.
Estou tão cansado, paro sim.