Musica Italiana

La mia via

( Canta: Frank Michael )
( Titulo original: "Comme d'habitude" de C. Franois - J. Revaux - G. Thibault - 1969 )
( Traduzida em ingls com o titulo "My Way" por Paul Anka - 1969 )
( Traduzida em italiano com o titulo "La mia via" por Roberto Vecchioni - 1970 )

Verso italiana Traduo

Perch restare qui
se la platea gi deserta.
Perch, che cerco mai,
che voglio mai, pi del successo?

Perch, se in fondo io
non ho lottato che per questo,
e ormai lho scelta gi
questa mia via?

Vorrei, come vorrei
vederti l in prima fila,
cos, cos almeno tu
vedresti che sono cambiato.

Che in me non c gi pi
quellentusiasmo di una volta.
Ma io, lho scelta io,
questa mia via.

Indietro ormai
non si va pi.
Io lo vorrei
ma non si pu pi.

Adesso s, tardi ormai,
capisco che tutto sbagliai,
perch eri tu, soltanto tu,
questa mia via.

Son qui, che senso c,
mi accorgo che la scena vuota.
qua la verit,
non sono che uno che piange.

Perch, io pi di te,
ho amato me ed i miei sogni
che ormai non hanno pi
la tua via.

Indietro ormai
no, non si va.
Io lo vorrei
ma non si pu pi.

Adesso s, tardi ormai,
capisco che tutto sbagliai,
perch eri tu, soltanto tu,
questa mia via.

Adesso s, tardi ormai,
capisco che tutto sbagliai,
perch eri tu, soltanto tu,
questa mia via!


Porque permanecer aqui
se a platia est j deserta.
Porque, o que procuro mais,
o que quero mais, alm do sucesso?

Porque, se no fundo eu
no lutei que para isto,
e a esta altura escolhi j
esta minha estrada?.

Queria, como queria
ver-te a na primeira fila,
assim, assim pelo menos tu
verias que eu mudei.

Que em mim j no h mais
aquele entusiasmo de uma vez.
Mas eu, a escolhi eu,
esta minha estrada.

Para trs agora
no se vai mais.
Eu queria
mas no se pode mais.

Agora sim, j tarde,
compreendo que errei tudo,
porque eras tu, somente tu,
esta minha estrada.

Estou aqui, que sentido h,
reparo que a cena est vazia.
Est aqui a verdade,
no sou que um que chora.

Porque, eu mais do que a ti,
amei a mim e os meus sonhos
que agora no possuem mais
a tua estrada.

Para trs agora
no, no se vai.
Eu queria
mas no se pode mais.

Agora sim, j tarde,
compreendo que errei tudo,
porque eras tu, somente tu,
esta minha estrada.

Agora sim, j tarde,
compreendo que errei tudo,
porque eras tu, somente tu,
esta minha estrada!