Musica Italiana

La fidanzata del Bersagliere

( Canta: Ornella Vanoni )
( Autor: Ennio Morricone - 1963 )

É a história de uma exuberante barbeira emiliana que se apaixona por um soldado (bersagliere) napolitano. Antes do casamento ele morre, mas o seu fantasma continua a perseguir a garota. Em 1967 Alessandro Blasetti dirigiu a homônima versão cinematográfica realizando um filme agradável. Em 1963, quando o grande Ennio Morricone compus a musica para a comedia "La fidanzata del bersagliere" de Edoardo Anton, havia somente 34 anos, mas os sinais daquilo que ele se tornaria no futuro, estão todos aí. Por quanto sabemos, este é o unico trabalho que Morricone realizou para o teatro "ligeiro". De fato, naquele momento ele era mais conhecido e apreciado pelos aranjos de algumas musicas para Edoardo Vianello, Luigi Tenco, Rita Pavone, Gianni Morandi, Gino Paoli e outros.

Original em italiano Tradução

Quando c'eri, spesso eri lontano,
quando c'eri spesso ero sola,
ma adesso che non sei più quì
io ti sento sempre dentro me.

Col tuo cuore sul mio cuore,
col tuo fiato sul mio fiato,
or sei mio come mai,
mai nessuno prima fu con me.

No, non è il ricordo di te,
è il pensiero, e l'idea di te
vive dentro, dentro di me.
Non ci sei, non so com'è,
ma il mio cuore è sempre più con te.

Col tuo corpo contro il mio,
col tuo bene sul mio bene,
or sei mio come mai,
mai nessuno prima fu con me.

No, non è il ricordo di te,
è il pensiero, e l'idea di te
vive dentro, dentro di me.
Non ci sei, non so com'è,
ma il mio cuore è sempre più con te.

Quando c'eri, spesso eri lontano,
quando c'eri spesso ero sola,
ma adesso che non sei più quì
io ti sento sempre dentro me.


Quando estavas aqui, muitas vezes estavas distante,
quando estavas aqui, muitas vezes eu estava sozinha,
mas agora que não estás mais aqui
eu te sinto sempre dentro de mim.

Com o teu coração junto ao meu coração,
com o teu hálito junto ao meu hálito,
agora tu és meu como, nunca,
nunca ninguém antes foi comigo.

Não, nào é a lembrança de ti,
é o pensamento, e a idéia de ti
vive dentro, dentro de mim.
Tu não estás aqui, não sei como é,
mas o meu coração está sempre mais contigo.

Com o teu corpo junto ao meu,
com o teu bem junto ao meu bem,
agora tu és meu como, nunca,
nunca ninguém antes foi comigo.

Não, nào é a lembrança de ti,
é o pensamento, e a idéia de ti
vive dentro, dentro de mim.
Tu não estás aqui, não sei como é,
mas o meu coração esta sempre mais contigo.

Quando estavas aqui, muitas vezes estavas distante,
quando estavas aqui, muitas vezes eu estava sozinha,
mas agora que não estás mais aqui
eu te sinto sempre dentro de mim.