Musica Italiana

La donna riccia

( Canta: Renato Carosone )
( Autor: D. Modugno - 1955 )

Original em dialeto siciliano Tradução

Pigghiate cu ti pare,
si vo' ti sposi,
però nun ti pigghiari
'na donna riccia.
Cu ricci e ricciteddi
issa t'incanta
pero' dopo du' misi poi ti pianta!

No, no, no!
No, no, no!
Riccia, no!

Picchi' da ogni ricciu
te caccia nu capricciu,
la donna riccia nun la vogliu no.
Picchi' da ogni ricciu
te caccia nu capricciu,
la donna riccia nun la vogliu no.
La donna riccia nun la vogliu no.

Si prima 'ole te vasa
poi 'ole te lassa.
Nun ci capisci nenti,
e' comu matassa.
Te mbrigghia e poi te sbrigghia
c'e' tu mpazzisci,
pero' si te carizza tu t'addurmisci.

No, no, no!
No, no, no!
Riccia, no!

Picchi' da ogni ricciu
te caccia nu capricciu,
la donna riccia nun la vogliu no.
Picchi' da ogni ricciu
te caccia nu capricciu,
la donna riccia nun la vogliu no.
La donna riccia nun la vogliu no.

No, no, no!
No, no, no!
Riccia, no!

Picchi' da ogni ricciu
te caccia nu capricciu,
la donna riccia nun la vogliu no.
Picchi' da ogni ricciu
te caccia nu capricciu,
la donna riccia nun la vogliu no.
La donna riccia nun la vogliu no.

La voi la donna riccia?
No, no no!
La voi la donna riccia?
No, no no!
Ma picchi'?

Picchi' da ogni ricciu
te caccia nu capricciu,
la donna riccia nun la vogliu no.
La donna riccia nun la vogliu no.
La donna riccia nun la vogliu no.

No, no, no!


Pega quem quiser,
se tu queres casar,
porem não pega
uma mulher de cabelos encaracolados.
Com os caracóis grandes ou pequenos
ela te encanta
porem depois de dois meses te larga!

Não, não, não!
Não, não, não!
Encaracolada, não!

Porque por cada caracol
ela tem um capricho,
a mulher encaracolada não a quero não.
Porque por cada caracol
ela tem um capricho,
a mulher encaracolada não a quero não.
A mulher encaracolada não a quero não.

Se antes ela te beija
depois ela te larga.
Tu não entendes nada,
é como uma meada.
Te enrola e depois te desenrola
tanto que tu ficas doido,
porem se te acaricia tu adormeces.

Não, não, não!
Não, não, não!
Encaracolada, não!

Porque por cada caracol
ela tem um capricho,
a mulher encaracolada não a quero não.
Porque por cada caracol
ela tem um capricho,
a mulher encaracolada não a quero não.
A mulher encaracolada não a quero não.

Não, não, não!
Não, não, não!
Encaracolada, não!

Porque por cada caracol
ela tem um capricho,
a mulher encaracolada não a quero não.
Porque por cada caracol
ela tem um capricho,
a mulher encaracolada não a quero não.
A mulher encaracolada não a quero não.

Queres a mulher encaracolada?
Não, não não!
Queres a mulher encaracolada?
Não, não não!
Mas porque?

Porque por cada caracol
ela tem um capricho,
a mulher encaracolada não a quero não.
A mulher encaracolada não a quero não.
A mulher encaracolada não a quero não.

Não, não não!