Musica Italiana

Io e te per altri giorni

( Cantam: I Pooh )
( Autores: R. Facchinetti - V. Negrini - 1973 )

Original em italiano Tradução

A quest'ora sanno già di noi,
i problemi cominciano adesso, tutto è fatto ormai.
Tu non sai la forza che mi dai,
ma conosco i rimpianti che lasci,
tu conosci i miei.

C'è chi si stanca di un uomo, di una donna,
per amore che manca,
per noia o solitudine
o delusi dal tempo.
So bene che per noi non fu così.

Lascio una donna che crede solo in me,
tu distruggi un uomo che il suo mondo ha dato a te.
Senza rispetto si parlerà di noi,
tutto questo io lo accetto,
non si vive un'altra volta.

Questo per l'orgoglio mio
di averti.
Basta, non potranno mai fermarmi.
Dimmi che è così per te.
Chi può ridarci gli anni persi?

Questo fino all'ultimo dei giorni.
Niente del passato può sfiorarci,
niente ci offenderà,
nessuno al mondo si permetterà.
Appartiene a noi la nostra vita.

Cena all'alba soli tu ed io,
ciò che resta da fare domani devo farlo io.
Si risveglia in fretta la città,
nei tuoi occhi un pò stanchi ritorna
la tua giusta età.

Questa è la cosa più importante.
Vieni, voglio uscire tra la gente,
basta star nascosti quì,
non ha più senso fare così.
Incomincia qui la nostra vita!


A esta hora sabem já de nós,
os problemas começam agora, tudo já está feito.
Tu não sabes a força que me dás,
 mas conheço as saudades que deixas,
tu conheces as minhas.

Há quem se cansa de um homem, de uma mulher,
pelo amor que falta,
pelo tédio ou pela solidão
ou porque desiludidos pelo tempo.
Bem sei que para nós não foi assim.

Deixo uma mulher que acredita somente em mim,
tu destróis um homem que o seu mundo deu pra ti.
Sem respeito falarão de nós,
tudo isso eu aceito,
não se vive uma outra vez.

Isto pelo orgulho meu
de ter-te.
Basta, não poderão nunca  mandar-me parar.
Diz que é assim também pra ti.
Quem pode devolver-nos os anos perdidos?

Isto até o ultimo dos dias.
Nada do passado pode tocar-nos,
nada nos ofenderá,
ninguém no mundo todo se permitirá.
Pertence a nós a nossa vida.

Jantar ao alvorecer sozinhos tu e eu,
aquilo que falta para ser feito amanha o devo fazer eu.
Acorda rapidamente a cidade,
nos teus olhos um pouco cansados retorna
a tua verdadeira idade.

Esta é a coisa mais importante.
Vem, quero sair no meio das pessoas,
basta ficar escondidos aqui,
não tem mais sentido fazer assim.
Começa aqui a nossa vida!