Musica Italiana

Giovanna mia

( Canta: Alda Zaponi & Camilo Zaponi )
( Autor do texto: Bruno Versari - 1944 )
( Canto da Resistência Partigiana conhecido também como: Stoppa e Vanna )
( Re-adaptação da musica composta por Iginio Buzzacchi para a canção "Olandesina" de 1928 )

A cidadezinha de Santa Sofia é situada no coração da Romagna (Província de Forlì-Cesena). Como muitos outros centros italianos, durante a Segunda Guerra Mundial sofreu pela passagem da guerra e deu uma grande contribuição humana ao movimento dos voluntários "Partigianos" que combatiam nas montanhas e morriam pela liberdade. Um destes herois foi o meu tio (então con 24 anos) Guido Buscarini, chamado Stoppa, que morreu em batalha no dia 5 de fevereiro de 1944 durante um ataque ao Quartel de Premilcuore. Ele foi o primeiro caido pela liberdade da Brigada Garibaldi e a sua morte levantou uma onda de emoção tão grande entre os moradores de Santa Sofia que o poeta local Bruno Versari, então com apenas 18 anos, compôs esta musica em sua memória. Eu sempre achei que ele fosse o compositor da musica e da letra, mas na realidade somente hoje, depois de 66 anos, descobri que ele parafraseou os versos do noto canto popular "Olandesina", composta em 1928, e utilizou a mesma melodia (quem estiver interessado pode encontrar esta musica neste site interpretada pelo cantor Adriano Valle). Na época eu havia somente 10 aninhos e morava em Santa Sofia na casa da minha tia Caterina Buscarini, irmã do heroico Stoppa, portanto foi com profunda emoção que vivi aqueles momentos dolorosos e memorizei esta musica que permaneceu viva na minha mente e no meu coração até hoje. Agora decidi portanto de homenagear a memoria do meu tio Stoppa publicando no meu site esta musica que os meus queridos amigos e artistas brasileiros Alda e Camilo Zaponi interpretaram brilhantemente sem dispor da partitura mas seguindo somente as indicações que eu lhe forneci. Observem como os versos estão grandemente enriquecidos pelo tipico sotaque de quem, como eles, não conhece o idioma italiano. Bravissimos e obrigado de todo coração, amigos queridos!!  Com afeto do seu amigo Pino - 18/09/2010.

Original em italiano Tradução

Santa Sofia, paese degli amori,
viveva Vanna, fanciulla deliziosa,
aveva gli occhi profondi ed azzurrini
e amava Stoppa, il suo bel partigian.

Ma un triste giorno egli dovè partire,
lassù in montagna a caccia ai traditori,
ella piangendo l'accompagnò sul monte
e lui dal monte la salutò così:

Giovanna mia, mia fanciulla divina,
Giovanna mia, appartieni al mio cuor,
tu sarai sempre la più dolce bambina
di questo cuor, Giovanna mia!

Fece ritorno la Brigata un giorno,
sulla bandiera c'era un vessillo nero,
tra i partigiani che fecero ritorno
Stoppa non c'era, ahimè, non c'era più.

Disse a Giovanna un partigiano in pianto:
"Stoppa riposa lassù in cima a quel monte".
Ella piangendo sentì mancarle il cuore
e nel suo dolore sentì cantar così:

Giovanna mia, mia fanciulla divina,
Giovanna mia, appartieni al mio cuor,
tu sarai sempre la più dolce bambina
di questo cuor, Giovanna mia!

Tu sarai sempre la più dolce bambina
di questo cuor, Giovanna mia!


Santa Sofia, cidade dos amores,
vivia Vanna, garota deliciosa,
havia os olhos profundos e azulados
e amava Stoppa, o seu belo combatente.

Mas um triste dia ele teve que partir,
lá na montanha para caçar os traidores,
ela chorando o acompanhou até a montanha
e lá ele a saudou assim:

Giovanna minha, minha garota divina,
Giovanna minha, tu pertences ao meu ,coração
tu serás sempre a mais doce menina
deste coração, Giovanna minha!

Retornou a Brigada um dia,
na bandeira havia uma insígnia preta,
entre os combatentes que retornaram
Stoppa não estava, ai de mim, não estava mais.

Disse a Giovanna um combatente em pranto:
"Stoppa descansa lá na cima daquela montanha".
Ela chorando sentiu falta-lhe o coração
e na sua dor escutou cantar assim:

Giovanna minha, minha garota divina,
Giovanna minha, tu pertences ao meu ,coração
tu serás sempre a mais doce menina
deste coração, Giovanna minha!

Tu serás sempre a mais doce menina
deste coração, Giovanna minha!