Musica Italiana

Evviva la Torre di Pisa

( Canta: Mario Latilla )
( Autores: Casiroli - Rastelli - 1939 )

Original em italiano Tradução

Cade la mela dal melo,
la pera dal pero è costretta a cascar.
Cade la pioggia dal cielo,
cadono gli uomini in mar.

Ieri un magnifico vaso
mi cadde sul naso dal decimo pian,
e con un dolce sorriso
mi misi allora a cantar:

Evviva la Torre di Pisa
che pende, che pende
ma sempre sta su.

Evviva la Torre di Pisa
che pende, che pende
e mai non vien giú.

Se tu verrai con me Maria Luisa,
la guarderai, e poi esclamerai:
"Mamma mia che effetto mi fa!"

Evviva la Torre di Pisa
che pende, che pende
e mai non cadrà.

Quando la vedi ai tuoi occhi non credi
e una grande paura ti fa.
Ma come fa a stare in piedi?
Meglio tirarsi piú in lá.

Dopo s'infilan le scale, si sale,
si sale, e lei pende di piú.
Senti la testa girare
mentre ripeti anche tu:

Evviva la Torre di Pisa
che pende, che pende
ma sempre sta su.

Evviva la Torre di Pisa
che pende, che pende
e mai non vien giú.

Se tu verrai con me Maria Luisa,
la guarderai, e poi esclamerai:
"Mamma mia che effetto mi fa!"

Evviva la Torre di Pisa
che pende, che pende
e mai non cadrà.

Se tu verrai con me Maria Luisa,
la guarderai, e poi esclamerai:
"Mamma mia che effetto mi fa!"

Evviva la Torre di Pisa
che pende, che pende
e mai non cadrà.


Cai a maçã dá macieira,
a pêra dá pereira é obrigada a cair.
Cai a chuva do céu,
caem os homens no mar.

Ontem um magnífico vaso
caiu no meu nariz do décimo andar,
e com um doce sorriso
comecei então a cantar:

E viva a Torre de Pisa
que pende, que pende
mas sempre está em pé.

E viva a Torre de Pisa
que pende, que pende
e nunca cai.

Se tu virás comigo Maria Luisa,
a olharás e depois exclamarás:
"Minha mãe que efeito me faz!"

E viva a Torre de Pisa
que pende, que pende
e nunca cairá.

Quando a vês aos teus olhos não acreditas
e um grande medo te dá.
Mas como faz para ficar em pé?
Melhor afastar-se mais pra lá.

Depois se enfrentam as escadas, se sobe,
se sobe, e ela pende mais.
Sentes a cabeça girar
enquanto repetes também tu:

E viva a Torre de Pisa
que pende, que pende
mas sempre está em pé.

E viva a Torre de Pisa
que pende, que pende
e nunca cai.

Se tu virás comigo Maria Luisa,
a olharás e depois exclamarás:
"Minha mãe que efeito me faz!"

E viva a Torre de Pisa
que pende, que pende
e nunca cairá.

Se tu virás comigo Maria Luisa,
a olharás e depois exclamarás:
"Minha mãe que efeito me faz!"

E viva a Torre de Pisa
que pende, que pende
e nunca cairá.