Musica Italiana

Doce, doce

( Canta: Fred Bongusto )
( Autor: Fred Bongusto - 1961 )

Agradeço profundamente o meu querido amigo Giovanni por ter-me enviado esta bela musica

Original em dialeto napolitano Tradução

È tanto tristre, ammore,
dirse addio,
stasera tremma impietto o core mio.

Ma doce, doce, doce,
erano e vase.
Doce, doce!

Pe' 'tte sarra' nu juorno
comm'a n'ato,
pe mme tutto nu munno se n'e gghiuto.

Ma doce, doce, doce,
erano e vase.
Doce, doce!

O tiempo passarrà,
n'at'ommo
t'astringnerà.

Allora tu, forse tremanno,
ricuordarraie comm'aggio amato
chist'uocchie tuoie, sta vocca toia.

È tanto tristre, ammore,
dirse addio,
stasera tremma impietto o core mio.

Ma doce, doce, doce,
erano e vase.
Doce, doce!

Ma doce, doce, doce,
erano e vase.
Doce, doce!

Doce, doce!


É tão triste, amor,
 dizermo-nos adeus,
 esta noite treme no peito o coração meu.
 
 Mas doces, doces, doces,
 eram os beijos.
 Doces, doces!
 
 Pra ti será um dia
 como um outro,
 pra mim tudo no mundo foi-se embora.
 
 Mas doces, doces, doces,
 eram os beijos.
 Doces, doces!
 
 O tempo passará,
 um outro homem
 te abraçará.
 
 Então tu, talvez tremendo,
 relembrarás como eu amei
 estes olhos teus, esta boca tua.
 
 É tão triste, amor,
 dizermo-nos adeus,
 esta noite treme no peito o coração meu.
 
 Mas doces, doces, doces,
 eram os beijos.
 Doces, doces!
 
Mas doces, doces, doces,
 eram os beijos.
 Doces, doces!

  Doces, doces!