Musica Italiana

Desiderio 'e sole

( Canta: Franco Ricci )
( Autores: T. Manlio - M. Gigante - 1952 )

Original em dialeto napolitano Tradução

E comm'è scuro 'o cielo 'e stu paese,
'e nnuvole cchiù nere stanno ccá,
'A primmavera nosta è n'ata cosa,
chi sta luntano nun s''a pò scurdá.

'O sole, è bello 'o sole
ca vène, t'accarezza e se ne va.
Ammore, ammore mio,
'sta pecundría mm'astregne 'o core.

Sentesse maje pe' ll'aria na canzone,
sentesse maje na voce ca vò' bene,
Ammore, ammore mio,
p''a nustalgía io mme ne moro.

Spuntasse maje nu sciore a stu paese!
Che desiderio 'e sole
ca spacca 'e pprete
e 'nfòca tutt''e ccase!

Ammore, ammore mio,
p''a nustalgía io mme ne moro.

Spuntasse maje nu sciore a stu paese!
Che desiderio 'e sole
ca spacca 'e pprete
e 'nfòca tutt''e ccase!

 


E como é escuro o céu deste país,
as nuvens mais pretas estão aqui.
A primavera nossa é uma outra coisa,
quem está distante não a pode esquecer.

O sol, é belo o sol
que vem, te acaricia e vai embora.
Amor, amor meu,
esta solidão me aperta o coração.

Ouvisse nunca uma musica no ar,
ouvisse nunca uma voz que quer bem.
Amor, amor meu,
pela saudade, eu morro.

Aparecesse nunca uma flor neste país!
Que desejo de sol
que quebra as pedras
e esquenta todas as casas!

Amor, amor meu,
pela saudade, eu morro.

Aparecesse nunca uma flor neste país!
Que desejo de sol
que quebra as pedras
e esquenta todas as casas!