Musica Italiana

Core analfabeta

( Canta: Antonio de Curtis (Totò) )
( Autor: Antonio de Curtis - 1955 )
( Do filme "Siamo uomini o caporali" dirigido por Camillo Mastrocinque )



Totò (Nápoles 15/02/1898 - Roma 15/04/1967) é o nome artístico de Antonio, Focas, Flavio, Angelo, Ducas, Comneno, De Curtis, di Bisanzio, Gagliardi, mais conhecido como Antonio De Curtis ou simplesmente Totò. Ele foi um ator, compositor e poeta italiano, era chamado "O Prince da risada" e era considerado um dos maiores interpretes na história do teatro e do cinema italiano. Totò atuou em todos os gêneros teatrais com mais de 50 peças, do variété ao espetáculo de revista, passando pelo cinema com 97 filmes interpretados desde 1937 até 1967, vistos por mais de 270 milhões de expectadores (um recorde na história do cinema italiano). Atuou também na televisão com uma serie de 9 tele-filmes dirigidos por Daniele D'Anza, pouco antes da sua morte.

Original em dialeto napolitano Tradução

Stu core analfabeta
tu lle purtato a scola
e s'è mparato a scrivere
e s'è mparato a lleggere
sultanto 'na parola
"Ammore" e niente cchiù.

Ammore,
ammore mio si tu,
femmena amata.
Passione,
passione ca' sta vita
daie calore.

Quanno te vaso a vocca avvellutata,
chistu velluto m'accarezza 'o core,
stu core ca tu, pa' mano, lle purtato a scola,
e s'è mparato a scrivere,
e s'è mparato a leggere
"Ammore" e niente cchiù!


Este coração analfabeto
tu o levaste para a escola
e aprendeu a escrever
e aprendeu a ler
somente uma palavra
"Amor" e nada mais.

Amor,
amor meu és tu,
mulher amada.
Paixão,
paixão que a esta vida
da calor.

Quando te beijo a boca de veludo,
este veludo me acaricia o coração,
este coração que tu, pela mão, levaste para a escola,
e aprendeu a escrever
e aprendeu a ler
"Amor" e nada mais!