Musica Italiana

Che sarą

( Canta: il complesso Ricchi e Poveri )
( Autores: C. Pes - J. Fontana - Greco - F. Migliacci - 1971 )

Versćo italiana Traduēćo

Paese mio che stai sulla collina,
disteso come un vecchio addormentato,
la noia, l'abbandono, il niente son la tua malattia,
paese mio ti lascio e vado via.

Che sarą, che sarą, che sarą.
Che sarą della mia vita chi lo sa.
So far tutto o forse niente, da domani si vedrą,
e sarą, sarą quel che sarą.

Amore mio ti bacio sulla bocca
che fu la fonte del mio primo amore,
ti do l'appuntamento come e quando non lo so,
ma so soltanto che ritornerņ.

Che sarą, che sarą, che sarą.
Che sarą della mia vita chi lo sa.
Con me porto la chitarra e se la notte piangerņ,
una nenia di paese suonerņ.

Gli amici miei son quasi tutti via
e gli altri partiranno dopo me.
Peccato perché stavo bene in loro compagnia,
ma tutto passa, tutto se ne vą.

Che sarą, che sarą, che sarą.
Che sarą della mia vita chi lo sa.
So far tutto o forse niente, da domani si vedrą,
e sarą, sarą quel che sarą.


Cidade minha que estįs na colina,
estendida como um velho adormecido,
tédio, abandono, o nada sćo as tuas doenēas,
cidade minha te deixo eu vou embora.

Que serį, que serį, que serį.
Que serį da minha vida quem sabe.
Sei fazer tudo ou talvez nada, amanha veremos,
e serį, serį o que serį.

Amor meu te beijo na boca
que foi a fonte do meu primeiro amor,
marco nosso encontro como e quando nćo sei,
sei somente que voltarei.

Que serį, que serį, que serį.
Que serį da minha vida quem sabe.
Comigo levo a guitarra e se de noite chorarei,
uma nźnia da minha cidade tocarei.

Os meus amigos foram quase todos embora
e os outros partirćo depois de mim.
Pena pois estava bem em sua companhia,
mas tudo passa, tudo se vai.

Que serį, que serį, que serį.
Que serį da minha vida quem sabe.
Sei fazer tudo ou talvez nada, amanha veremos,
e serį, serį o que serį.