Musica Italiana

Calabria mia

( Canta: Mino Reitano )
( Autores: M. Reitano - F. Reitano - A. De Marco - 1971 )

Original em dialeto calabrês Tradução

Calabria mia,
li megghju figghji si 'ndi jiru fora
pè fà fortuna câ catina o pedi
e tu restasti 'nta sti quattru mura.
Calabria mia!

Calabria mia,
cà si siccaru puru li fjumari
e rimaniru sulu chjanti è fjuri,
lu nostru chjantu va à finiri à mari.
Calabria mia!

Calabria mia,
simu malati d’amuri,
simu malati.
Comu sti mandulini e sti chitarri
chjangi stu cori di nostalgia,
chjangi pè tia Calabria mia.
Chjangi stu cori di nostalgia,
chjangi pè tia Calabria mia.

A mamma,
 a mamma prega sempre a Madonna
ca voli li so' figghji ntâ so' terra.
E prega, e prega, e u cori chjangi è affanna,
ma si c'è lavoru cà ssu figghju torna.


Calabria mia,
simu malati d’amuri,
simu malati.
Comu sti mandulini e sti chitarri
chjangi stu cori di nostalgia,
chjangi pè tia Calabria mia.

Eh, chiagne sempre stu core
chiagne sempre de nostalgia.
Si mamma, stongo quà luntano ma
te scrivo questa lettera che...
pe' ditte que stongo bene, staio bene,
E ce so' tutti i tuoi paisani quà,
siamo sempre uniti mamma.
Ca' é bello ma stongo luntano
e tegno nostalgia mamma,
e chiagne sempre stu core
e chiagne sempre mamma,
chiagne sempre di nostalgia.


Oh, mamma mia!

Ehi paisá, paisá, paisà...

Calabria mia!!

 

Calábria minha,
os melhores filhos foram para fora
para fazer fortuna com as correntes nos pés
e tu ficaste dentro desses quatro muros.
Calábria minha!

Calábria minha,
aqui secaram também os rios
e restaram somente plantas e flores,
o nosso pranto vai acabar no mar.
Calábria minha!

Calábria minha,
somos doentes de amor,
somos doentes.
Como estes bandolins e estas guitarras
chora este coração de nostalgia,
chora por ti Calábria minha.
Chora este coração de nostalgia,
chora por ti Calábria minha.

A mamãe,
a mamãe reza sempre para Nossa Senhora
que quer seus filhos nesta sua terra.
E reza, e reza, e o coração chora e cansa,
mas se tem trabalho aqui seu filho volta.


Calábria minha,
somos doentes de amor,
somos doentes.
Como estes bandolins e estas guitarras
chora este coração de nostalgia,
chora por ti Calábria minha.

Eh, chora sempre este coração
chora sempre de nostalgia.
Sim mamãe, estou aqui distante mas
lhe escrevo esta carta que...
para dizer-te que estou bem, estou bem,
e todos os seus paisanos estão aqui,
estamos sempre unidos mamãe.
Aqui é bonito mas estou longe
e tenho nostalgia mamãe,
e chora sempre este coração
e chora sempre mamãe,
chora sempre de nostalgia.


Oh, minha mãe!

Ehi paisano, paisano, paisano...

Calábria minha!!