Musica Italiana

Butta la chiave

( Canta: Van Wood )
( Autores: L. Chosso - V. Wood - 1956 )

Esta musica me foi enviada pelo meu querido amigo italiano Franco Cacciafesta. Observem a habilidade de Van Wood que literalmente faz "falar" a sua guitarra como se a responder fosse a esposa do embriago.

Original em italiano Tradução

Gelsomina.
Apri il portone.
Va bene,
butta la chiave allora.


Butta la chiave,
butta la chiave.
Cara piccina lasciami entrare,
butta la chiave del porton.

Mamma che freddo,
freddo da cani.
Fammi salire, non si può stare
tutta la notte sul porton.

Se il tuo perdon
questa sera avrò,
mai più,
mai più ritarderò. No, no.

Butta la chiave,
butta la chiave.
Lasciami entrare, fammi salire,
voglio scaldarmi sul tuo cuor.

Gelsomina.
Ma allora la butti la chiave o no?
No? Ma perché cara.
Cos'ho fatto di male!

Va be, va bene,
la prossima volta
torno più presto.
Butta la chiave.


Butta la chiave,
butta la chiave.
Cara piccina lasciami entrare,
butta la chiave del porton.

Mamma che freddo,
freddo da cani.
Fammi salire, non si può stare
tutta la notte sul porton.

Se il tuo perdon
questa sera avrò,
mai più,
mai più ritarderò. No, no.

Butta la chiave,
butta la chiave.
Lasciami entrare, fammi salire,
voglio scaldarmi sul tuo cuor.

Butta la chiave, butta la chiave.
Non mi punire, posso gelare,
non farti pregare, lasciami entrare,
fammi salire, fammi scaldare....

....accanto a te!


Gelsomina.
Abre o portão.
Está bem,
joga a chave então.


Joga a chave,
joga a chave.
Cara pequena deixa-me entrar,
joga a chave do portão.

Minha mãe que frio,
frio para cachorros.
Deixa-me subir, não se pode ficar
toda a noite no portão.

Se o teu perdão
esta noite terei,
nunca mais,
nunca mais atrasarei. Não, não.

Joga a chave,
joga a chave.
Deixa-me entrar, deixa-me subir,
quero aquecer-me sobre o teu coração.

Gelsomina.
Mas então vai jogar a chave ou não?
Não? Ma porque querida.
O que fiz de mal!

Está bem, está bem,
da próxima vez
volto mais cedo.
Joga a chave.


Joga a chave,
joga a chave.
Cara pequena deixa-me entrar,
joga a chave do portão.

Minha mãe que frio,
frio para cachorros.
Deixa-me subir, não se pode ficar
toda a noite no portão.

Se o teu perdão
esta noite terei,
nunca mais,
nunca mais atrasarei. Não, não.

Joga a chave,
joga a chave.
Deixa-me entrar, deixa-me subir,
quero aquecer-me sobre o teu coração.

Joga a chave, joga a chave.
Não me punir, posso gelar,
não fazer-te rogada, deixa-me entrar,
deixa-me subir, deixa-me aquecer....

....perto de ti!