Musica Italiana

A Trieste ho lasciato il cuor

( Canta: Luciano Tajoli )
( Autores: A. Bracchi - L. Tajoli - 1951 )

Original em italiano Tradução

Torno col pensiero a un balconcino
che respira l'aria del mio mare.
Spalancando gli occhi ogni mattino
vede il sole che si vuol specchiare.

Sole, cielo e mare!
Che nostalgia
star lontan da te,
Trieste mia!

A Trieste ho lasciato il cuor
e piangendo sono andato via.
Una rosa fioriva allor
sul balcon della casetta mia.

Chiudo gli occhi e la vedo ancor,
è più bella d'un castello d'or
e i bei sogni che lassù ho sognato in gioventù
sono chiusi tutti in fondo al cuore.

Sento l'eco del campanon
col nostalgico din, don, dan.
Sembra quasi che voglia dire:
"Il mio canto non può morir".

A Trieste ho lasciato il cuor
e piangendo sono andato via.
L'ho lasciato per un grande amor,
l'ho lasciato a te Trieste mia.

Sento l'eco del campanon
col nostalgico din, don, dan.
Sembra quasi che voglia dire:
"Il mio canto non può morir".

A Trieste ho lasciato il cuor
e piangendo sono andato via.
L'ho lasciato per un grande amor,
l'ho lasciato a te Trieste mia.

Trieste mia, sei tu!


Volto com o pensamento a um pequeno balcão
que respira o ar do meu mar.
Abrindo os olhos todas as manhãs
vê o sol que quer espelhar-se.

Sol, céu e mar!
Que saudade
estar longe de ti,
Trieste minha!

A Trieste deixei o coração
e chorando fui embora.
Uma rosa florescia então
no balcão da casinha minha.

Fecho os olhos e revejo-a ainda,
é mais bonita de um castelo dourado
e os belos sonhos que lá sonhei em juventude
estão guardados todos no fundo do coração.

Ouço o eco do grande sino
com seu nostálgico din, don, dan.
Parece quase que queira dizer:
"O meu canto não pode morrer".

A Trieste deixei o coração
e chorando fui embora.
Deixei-o para um grande amor,
deixei-o para ti Trieste minha.

Ouço o eco do grande sino
com seu nostálgico din, don, dan.
Parece quase que queira dizer:
"O meu canto não pode morrer".

A Trieste deixei o coração
e chorando fui embora.
Deixei-o para um grande amor,
deixei-o para ti Trieste minha.

Trieste minha, és tu!