Musica Italiana

Amore mi manchi

( Canta: Bobby Solo )
( Autor: Bobby Russell - 1968 )
( Titulo original: Honey - Conhecida também como: Honey I miss you )
( Não consegui descobrir o nome do autor da letra em italiano )

Versão italiana Tradução

Le rose già fiorivano,
l'inverno era pallido
e se ne andò.
Quel giorno io mi ricordo che
volevo ancora bene a te
ma ti lasciai.

Dapprima non sapevi più
se vivere o morire
ma dopo un po
tornasti ancora a vivere
perchè nessuno è un angelo
come sei tu.

La nostra casa è piccola
ma la tenevi in ordine
solo per me.
Vivevi sola e triste ma
avevi una speranza
dentro di te.

E i mesi ormai passavano
e diventavi pallida
sempre di più.
Finchè quel giorno limpido
trovasti una lettera
scritta da me.

Amore,
mi manchi
ma non tornerò.
Amore,
mi manchi,
aspetta se vuoi.

Un giorno di dicembre ormai,
ormai non mi pensavi più,
quando tornai.
Ti vidi intorno all'albero
e sorridesti subito
vedendo me.

Bastava una parola che
saresti ritornata
in braccio a me.
Ma la mattina dopo
ti dissi questa frase e poi,
poi me ne andai.

Amore,
mi manchi
ma io non tornerò.
Amore,
mi manchi,
non aspettarmi più.

Le rose già fiorivano,
l'inverno era pallido
e se ne andò.
Le rondini mi han detto che
in quella casa piccola
non ci sei più.

E sono io che non so più
se vivere o morire
senza di te.
Bastava una parola che
saresti ritornata
in braccio a me.

E sono io che non so più
se vivere o morire
senza di te.
Le rose sono morte ormai,
amore, amore mio
mi mancherai.


As rosas já floresciam,
o inverno era pálido
e foi embora.
Aquele dia eu me lembro que
ainda te queria bem
mas te deixei.

No inicio tu não sabias mais
se viver ou morrer
mas depois de um pouco
voltaste ainda a viver
porque ninguém é um anjo
como és tu.

A nossa casa é pequena
mas a mantinhas em ordem
somente para mim.
Vivias sozinha e triste mas
havia uma esperança
dentro de ti.

E os meses iam passando
e te tornavas pálida
sempre mais.
Até que naquele dia límpido
encontrastes uma carta
escrita por mim.

Amor,
sinto a tua falta
mas não voltarei.
Amor,
sinto a tua falta,
espera se quiser.

Um dia de dezembro já,
já não me pensavas mais,
quando voltei.
Te vi perto da arvore
e sorristes logo
vendo-me.

Bastava uma palavra que
terias voltado
nos meus braços.
Mas na manhã seguinte
te disse esta frase e depois,
depois fui embora.

Amor,
sinto a tua falta
mas não voltarei.
Amor,
sinto a tua falta,
não me espera mais.

As rosas já floresciam,
o inverno era pálido
e foi embora.
As andorinhas me disseram que
naquela casa pequena
não estás mais.

E sou eu que não sei mais
se viver ou morrer
sem ti.
Bastava uma palavra que
terias voltado
nos meus braços.

E sou eu que não sei mais
se viver ou morrer
sem ti.
As rosas estão já mortas,
amor, amor meu
sentirei a tua falta.