Musica Italiana

Amore caro, amore bello

( Canta: Bruno Lauzi )
( Autores: L. Battisti - Mogol - 1971 )

Original em italiano Tradução

Sincera
come l'acqua di un fiume di sera,
trasparente eppur sembri nera.
Amore caro, amore bello
non ti voglio più.

Ho visto
cattedrali di luce nel cuore,
troppo sole può fare morire.
Amore caro, amore bello
non ti voglio più.

Un uomo, ma chi è,
non dire che assomiglia a me,
le mani non le ha,
oppure sì
e poi cos'ha.

Io muoio,
io se lascio te
son solo
ma insieme a te
io vedo che un fantasma c'è.

Ma cosa accade?
Tu non parli e non piangi stasera,
come un bimbo mi guardi severa.
Io soffro tanto,  tanto,
 ma tanto non ci credi tu.

Eppure forse hai ragione.
Che strano
questa sera mi sento arlecchino,
rido e ballo e ti prendo per mano.
Amore caro, amore bello, amore mio.

Amore caro, amore bello, amore mio!
Amore caro, amore bello, amore mio!


Sincera
como a água de um rio de noite,
transparente todavia pareces preta.
Amor caro, amor belo
não te quero mais.

Eu vi
catedrais de luz no coração,
sol demais pode fazer morrer.
Amor caro, amor belo
não te quero mais.

Um homem, mas quem é,
não dizer que parece comigo,
as mãos não tem,
ou sim
e depois o que tem.

Eu morro,
eu se te deixo
fico sozinho
mas junto contigo
eu vejo que há um fantasma.

Mas o que acontece?
Tu não falas e não choras esta noite,
como um menino me olhas severa.
Eu sofro tanto, tanto,
mas tanto tu não acreditas.

Todavia talvez tens razão.
Que estranho
esta noite me sinto arlequim,
rio e danço e pego na tua mão.
Amor caro, amor belo, amor meu.

Amor caro, amor belo, amor meu!
Amor caro, amor belo, amor meu!