Musica Italiana

Accussì

( Canta: Sergio Bruni )
( Autores: A. Pugliese - M. Ruccione - 1959 )

Original em dialeto napolitano Tradução

Accussí, accussí,
si' turnata n'ata vota 'nnammurata, 'mbracci'a me.
Sti viuline, a Margellina,
mo suspirano pe' te, 'nziem'a me.

T'accarezzo comme fusse tu na mamma,
doce, doce comme fusse na Madonna,
na Madonna,
tu pe' me.

Accussí, accussí,
nun parlá, nun dirme niente ca stu core vò' sentí
sulo 'o mare, sulo 'o viento abbracciato 'nziem'a te.
Accussí, accussí!

'O mare e 'o viento chiagneno, stanotte,
dint'a stu golfo.
Ricorde e ombre tornano, stanotte,
dint'a stu core.

Ah, quanto pagarría nu poco 'e suonno,
nu poco 'e suonno ca parla de te.
E 'o suonno vene e mme trascina 'nfunno,
comm'a na varca a mare, senza rimme.

Sulo 'o mare, sulo 'o viento
abbracciato 'nziem'a te.
Accussí!
Accussí!


Assim, assim,
voltaste outra vez apaixonada nos meus braços.
Estes violinos, a Mergellina,
agora suspiram por ti, juntos comigo.

Te acaricio como tu fosse uma mãe,
docemente, como fosse uma Nossa Senhora,
uma Nossa Senhora,
tu pra mim.

Assim, assim,
não falar, não dizer-me nada pois este coração quer ouvir
somente o mar, somente o vento, abraçado contigo.
Assim, assim!

O mar e o vento choram esta noite,
neste golfo.
Lembranças e sombras retornam esta noite,
neste coração.

Ah, quanto pagaria por um pouco de sono,
um pouco de sono que me fale de ti.
E o sono vem e me arrasta para o fundo,
como um barco no mar sem remos.

Somente o mar, somente o vento,
abraçado contigo.
Assim!
Assim!